COLUNA MG

Rede de Notícias do Sindijori MG

www.sindijorimg.com.br
Por: Redação | Categoria: Cidades | 17-02-2021 00:02 | 53
Foto de Reprodução

Projeto indicado para Nobel
A plataforma de conhecimento e relacionamento Walking Together que, desde 2018, já teve seis edições em Poços de Caldas, está entre os indicados para concorrer à edição 2021 do Prêmio Nobel da Paz, que acontece em Oslo, na Noruega e é um dos mais prestigiados do mundo. O movimento, que começou em 2010 na cidade paulista de Catanduva, a princípio queria reunir um grupo de amigos e “amigos dos amigos” para criar uma rede de pessoas do bem para discutir sobre criatividade, inovação e trocar conhecimento. Várias cidades passaram a integrar e replicar o modelo e muito rapidamente percebemos a força desta união. (Jornal Mantiqueira- Poços de Caldas)

JF recebe mudas
O sítio da Lagoa JF, localizado no Bairro Barreira do Triunfo, na Zona Norte, já recebeu mudas de plantas, integrando o projeto Conexão Mata Atlântica. A iniciativa é um trabalho coordenado por servidores do Instituto Estadual de Florestas (IEF), que prestam acompanhamento técnico ao projeto. Ao longo desta semana, na propriedade, localizada na Estrada Elias José Mockdeci, uma empresa contratada pelo Conexão Mata Atlântica por meio de licitação realizou o plantio de mudas de citros, como laranja e limão. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora)

OP desativa Banco de Leite
Apesar de campanha e postagens com relatos via redes sociais e abaixo assinado, com a mobilização de fundadoras, mães e profissionais, a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia informou sobre a inatividade do Banco de Leite Rotary da Amizade. No dia 18 de fevereiro, acontecerá reunião na intenção de se encontrar uma solução. O abaixo assinado virtual de nome Salve o Banco de Leite Humano Rotary da Amizade - Santa Casa de Misericórdia/Ouro Preto pela manutenção do Banco de Leite Rotary da Amizade conta com quase 800 assinaturas. (Jornal Voz Ativa- Ouro Preto)

GV tem lista de escolas
A Prefeitura de Governador Valadares publicou portaria que traz a relação das instituições de ensino que tiveram o plano de retomada de atividades presenciais aprovado pela Comissão Interna de Saúde e Educação. As instituições que tiveram o plano aprovado poderão retomar as atividades presenciais imediatamente. O Decreto que autoriza o retorno às aulas presenciais, traz, dentre outras orientações, a informação de que o plano deverá conter, de forma detalhada, todas as medidas sanitárias implantadas e aplicáveis na instituição de ensino. (Diário do Rio Doce- Governador Valadares)

Dengue em Lagoa da Prata
Os casos prováveis de dengue aumentaram na região Centro-oeste Mineira, conforme informado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES/MG). Houve 444 casos prováveis de dengue até esta quarta-feira, 10, 1331 casos a maior que no boletim anterior. Pará de Minas, Divinópolis e Lagoa da Prata estão entre as cidades mais afetadas. Entre as cidades da região como Formiga, Arcos, Santo Antônio do Monte, Bom Despacho, Lagoa segue sendo a que possui mais casos prováveis, seguida por Formiga com 37 casos e Santo Antônio do Monte com 20 casos. Segundo o boletim, Pará de Minas tem 92 casos prováveis de dengue. (Jornal Cidade MG- Lagoa da Prata)

Relatório tem danos por chuvas
O relatório produzido pela Defesa Civil de Muriaé ao Governo de Minas Gerais, a respeito dos prejuízos gerados pelos temporais dos primeiros dias do ano, foi homologado pelo Governo Federal na última semana. O documento já havia sido registrado também pelo estado anteriormente, e a definição da situação foi informada ao prefeito José Braz, em reunião no Centro Administrativo. Isso significa que o município teve sua situação de emergência reconhecida e ficou devidamente habilitado para ter acesso a recursos para reconstrução de estruturas danificadas. (Gazeta de Muriaé)

Pesquisadores testam medicamento
Pesquisadores da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e da Universidade de Araraquara (Uniara) estão testando um medicamento utilizado no tratamento de Alzheimer, o hidrocloreto de memantina, para combater o Chikungunya. Até o momento, não existe vacina ou tratamento eficaz para combater esse vírus causador da febre Chikungunya. Os estudos ainda estão em progresso, mas os resultados já obtidos nos testes in vitro - primeiro passo capaz de apontar a eventual atividade de um composto - animaram os cientistas. (Diário de Uberlândia)