SICREDI

Sicredi está entre as instituições financeiras com melhor desempenho nas linhas emergenciais do BNDES em 2020

Por: Redação | Categoria: Cidades | 20-02-2021 15:45 | 67
Bom desempenho do Sicredi nas linhas de crédito disponibilizadas pelo BNDES é reconhecido
Bom desempenho do Sicredi nas linhas de crédito disponibilizadas pelo BNDES é reconhecido Foto de Divulgação

O bom desempenho do Sicredi nas linhas de crédito disponibilizadas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em 2020, para minimizar impactos da crise provocada pela pandemia de Covid-19, foi reconhecido pelo “Projeto Incentivos aos Agentes Financeiros”, do banco de fomento. O órgão estatal listou instituições financeiras com melhor desempenho na concessão das medidas emergenciais entre março e dezembro do ano passado, e o Sicredi foi reconhecido em duas categorias - conquistando a primeira colocação em ambas: BNDES Pequenas Empresas – Bancos de Desenvolvimento/Cooperativos e Programa Emergencial de Suporte a Empregos (PESE) – Bancos de Desenvolvimento/Cooperativos.

Com tradição em atender os pequenos empreendedores, o Sicredi concedeu R$ 860 milhões em crédito por meio do BNDES Pequenas Empresas, em 5.230 operações. Já no Programa Emergencial de Suporte ao Emprego (PESE), que atendeu a empresas com faturamento entre R$ 360 mil e R$ 50 milhões com o objetivo de fornecer crédito para folha de pagamento das empresas, preservando vagas de emprego, foram realizadas 6.798 operações via Sicredi, financiando R$ 171 milhões em salários e beneficiando 117.053 mil trabalhadores.

“A relação de confiança e proximidade com nossos associados é o fator principal para o bom desempenho na concessão das linhas emergenciais. Além disso, a nossa capilaridade, especialmente em pequenos e médios municípios, bem como o uso de canais digitais, colaboraram para que esses recursos chegassem a quem mais precisava, contribuindo para a manutenção da atividade econômica e a preservação de empregos em um período tão desafiador para o país”, explica Gustavo Freitas, diretor executivo de Crédito do Sicredi.

Raíza Goi Borba