PRÓXIMA SEMANA

Transporte coletivo urbano deve ser normalizado na próxima semana em Paraíso

Por: Redação | Categoria: Cidades | 27-02-2021 10:14 | 640
O empresário José Malta Fernandes, prefeito Marcelo Morais observado pelo secretário de Segurança, João Paulo Bueno
O empresário José Malta Fernandes, prefeito Marcelo Morais observado pelo secretário de Segurança, João Paulo Bueno Foto: Bryan Felipe

O transporte coletivo urbano deve retornar à normalidade em São Sebastião do Paraíso na próxima semana. A expectativa é que já a partir de segunda (1/3), os ônibus estariam circulando. No entanto o processo de contratação do serviço emergencial com a Prefeitura foi finalizado quinta (25/2), a documentação assinada sexta (26/2), e a empresa vencedora iria iniciar a contratação de pessoal.

A única empresa que apresentou proposta e se tornou vencedora foi a Talma Transportes, de Belo Horizonte. A frota a ser utilizada, é composta por sete veículos que chegaram no início da tarde de quinta (25/2) e irão atender quatro linhas.

Conforme ficou acertado o valor da tarifa será R$ 3,45. Ao apresentar o empresário José Malta Fernandes, proprietário da empresa, aos vereadores, o prefeito Marcelo Morais lembrou que a questão envolvendo o transporte coletivo foi resolvida graças a união de esforços entre Prefeitura e Câmara.

A Câmara aprovou projeto de lei apresentado pelo prefeito, no qual garante à empresa vencedora o subsídio na ordem de R$ 35 mil por mês, perfazendo R$ 210 mil por seis meses, período do contrato emergencial para garantir o transporte coletivo em Paraíso.

“Cogitamos comprar ônibus, tocar o transporte coletivo ou mesmo alugar os carros, até que o secretário de Planejamento e Gestão, José Henrique Caldas, conseguiu contato com uma empresa que manifestou interesse. Fizemos o chamamento e das cinco empresas que tivemos contato inicialmente, apenas três manifestaram interesse no processo e a única que apresentou proposta foi a Talma Transportes”, destacou.

O secretário de Segurança Pública, João Paulo Bueno, ressaltou que o transporte funcionará em caráter emergencial, com redução de linhas, o que, segundo ele, será provisório. “Com a licitação, o serviço será prestado de forma completa e bem planejado. Em breve, teremos audiência pública para apresentar o projeto do itinerário desenvolvido pela empresa Locale, mas ressaltamos que o contrato que foi feito para o retorno do transporte é emergencial. Assim que a empresa finalizar o processo de contratação dos funcionários, daremos início ao funcionamento efetivo das linhas”, destacou.

José Malta Fernandes atua na área de transporte há 32 anos. Conforme disse, funcionários da empresa que prestava o serviço de transporte anteriormente terão prioridade para serem contratados, desde que estejam devidamente capacitados e passarem pelo processo seletivo.

Assim que for finalizada a contratação, o transporte volta a funcionar. A expectativa é que ocorra meados da semana que se inicia.