POEMA

Monitoramento 24h

Por: Bruno Félix | Categoria: Cultura | 24-02-2021 10:56 | 87
Foto: Reprodução

a vida vai sendo e sendo e ficando assim feito um texto corrido sem pontuação que às vezes até faz sentido mas na maior parte do tempo não talvez um pouco mais difícil feito um poema sem verso sem estrofe sem divisão algo assim sincopado mas não a síncope do coração falo da síncope de um jazzista que já se perdeu pela marcação então é fusa é semifusa pra todo lado é a faca é o queijo a colcheia é o pão é a vida difusa pedindo pausa pedindo um pouquinho mais de atenção um momento um momento não preciso fugir eu preciso apenas desligar esse monitoramento antes da vida assentir e a morte acenar eu imploro uma pausa.

há anos
estamos
24 horas
no ar.

"Poemas Classificados"
- Bruno Félix -