GILBERTO AMARAL

Condenações anuladas

Por: Gilberto Amaral | Categoria: Brasil | 10-03-2021 10:54 | 110
Edson Fachin
Edson Fachin Foto: Reprodução

Condenações anuladas
Há dois anos atrás esta coluna noticiou que não seria novidade se a Lava Jato, assim como outras operações importantes envolvendo políticos de nomeadas, virasse pizza. Esta semana o ministro Edson Fachin (foto), decidiu anular todas as condenações judiciais do ex-presidente Lula no âmbito dessa tão propalada operação, abrindo caminho para que o petista concorra à presidência caso não sofra novamente condenações em segunda instância. Segundo o presidente Bolsonaro, a decisão de Fachin abre jurisprudência para todos. E vem mais por aí, com pouco ou bastante recheio...

Saúde Oral
Mestre em Endodontia e doutora em Odontologia pela UFRJ, Teresa Chacur de Miranda lançou o programa Saúde Oral em tempos de pandemia, pelo Instagram @drateresachacurdemiranda, com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância dos cuidados para evitar cáries, tártaros, inflamações e infecções nos dentes. Através do projeto, a endodontista dará dicas quinzenais de prevenção e tratamento.

A Herança de Lucca
Os leitores da obra de estreia da jornalista e escritora Andreia Salles (foto) podem finalmente vencer a fase do luto e entrar de cabeça e alma no segundo livro da série, “A Herança de Lucca”, que será lançado hoje no www.agondolavermelha.com. Ela retoma a história de amor iniciada em “A Gôndola Vermelha” com mais capítulos repletos de aventuras amorosas em uma Veneza que usa máscaras, permeada por disputas de poder, passeios históricos pela Itália do século XVII e desfechos surpreendentes. Desta vez, com novos personagens a passear pelo script.

Operação histórica no combate...
A Receita Federal encerrou na última semana a Operação Dionísio, a maior ação integrada para o combate a entrada irregular de bebidas alcóolicas na região da fronteira com a Argentina.

...à entrada irregular...
Ao todo, foram apreendidas cerca de 22 mil garrafas de vinhos e espumantes, com ações direcionadas em depósitos, lojas, transportadoras e agências de correio, além de abordagens nas estradas do PR, SC e RS.

...de vinhos
NO PAÍS
A ação contou com a participação de diversos outros órgãos de segurança, como Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, e Polícias Militares do Paraná e Santa Catarina. As garrafas apreendidas, algumas com valor de revenda no varejo próximos a R$ 2.000, têm um valor estimado de 4 milhões.

RAICE

Vivino revoluciona o negócio do vinho
Criado em 2010, o aplicativo de classificação de vinhos não para de crescer. Há quatro anos, passou a vender vinhos com uma oferta personalizada baseada no perfil de degustação dos usuários. A empresa acaba de anunciar uma angariação de fundos de 128 milhões de euros, com a participação da GP BullHound e Creandum. O objetivo da captação é continuar investindo na personalização da oferta, usando inteligência artificial e expandir seu mercado. Em 2020, a Vivino realizou uma receita 350 milhões de euros e um crescimento de 103%.

Consumidor tem bom gosto
Vivino, que tem 50 milhões de usuários fazendo críticas e classificações de vinhos, realizou um estudo que mostra que seus degustadores anônimos têm bom gosto. De acordo com o estudo interno, nas 5 mil críticas analisadas, a avaliação média dada pelos usuários ficou na média das notas dadas aos vinhos pelos grandes críticos internacionais e pela famosa revista americana Wine Spectator.

Moët Impérial, design e ecológico
Moët & Chandon se associa à marca de joias e streetwear Ambush para criar uma edição limitada da garrafa de champanhe Moët Impérial. Esta é a primeira vez em 152 anos que a garrafa de Moët Impérial é redesenhada por um designer colaborador. A designer japonesa Yoon Ahn mudou o colarinho dourado do champanhe emblemático da Maison, que date de 1869, que passará a ter um tom preto profundo, em contraste com o rótulo em relevo branco, dando assim uma estética minimalista à tradicional garrafa. Moët & Chandon vai doar parte da venda das garrafas para preservar a reserva de Canandé no Chocó equatoriano, uma das florestas tropicais mais ameaçadas do mundo.

Vinho em altitude
As estações de esqui, especialmente as dos Alpes, representam (em tempos normais) 40% do consumo dos grandes vinhos de Bordeaux na França. Entre os spots mais reputados estão Courchevel e Megève, que têm uma verdadeira paixão por Bordeaux: os Grands Crus Classés fazem metade das suas vendas. Na montanha, que acolhe uma clientela internacional de brasileiros, russos e britânicos, o que conta é a etiqueta, depois a safra e por último o preço. Em média, na altitude a garrafa é vendida por cerca de 100 euros. O fechamento de estações de esqui na França devido a pandemia mundial terá um impacto negativo na venda de vinhos, já enfraquecida.

Alpes
Jornalista e escritora Andreia Salles