ACELERANDO AS VENDAS

O que é Fluxo de Caixa e quais seus benefícios

A saúde financeira das empresas depende de controles precisos e de estratégias eficazes.
Por: James Warley | Categoria: Do leitor | 17-03-2021 11:14 | 138
Foto: Reprodução

É comum empresários não contarem com recursos financeiros próprios suficientes para o pagamento de todos os boletos no dia, o que os leva a antecipar o recebimento de vendas a prazo, utilizar limites de crédito bancário ou, simplesmente, deixar de pagá-los. Em todas as alternativas, há cobrança de juros, o que reduz sua lucratividade.

Essa situação, normalmente, é consequência da falta de administração adequada de um Fluxo de Caixa. E, pelo que nos parece, alguns administradores já se acostumaram com essa situação, que passa a ser normal ou aceitável. Os bancos adoram esse descontrole.

FLUXO DE CAIXA
Como se supõe pelo próprio nome, Fluxo de Caixa é um controle financeiro que viabiliza o gerenciamento da entrada e saída de dinheiro na empresa. Ele pode ser criado numa planilha, software ou até mesmo num papel, pois, mais importante do que o seu formato, é a assertividade das informações registradas, sua análise e decisões nele baseadas.

É fundamental que ele ofereça um controle diário, semanal, mensal e anual, pois o seu maior benefício é contribuir para a tomada de decisões pela análise das projeções que ele organiza. Essas projeções consistem em compromissos já assumidos e em outros que se espera assumir ao longo do tempo, baseando-se no histórico realizado em meses ou até anos anteriores, a fim de considerar as sazonalidades do seu negócio e tornar as suas previsões mais precisas possível.

BENEFÍCIOS
Imagine que um fornecedor lhe proponha uma condição especial para você aumentar o volume das compras de um determinado produto no período. A princípio, a proposta lhe parece excelente, pois trata-se de uma mercadoria ou insumo de alto giro.

Até pode mesmo ser uma excelente oportunidade para ampliar a sua lucratividade. Contudo, antes de decidir, é necessário consultar no Fluxo de Caixa se, no período em que os boletos dessa compra vencerão, já não há muitos compromissos financeiros assumidos, acima do que o seu capital de giro suporta.

Fundamentado nessa conclusão, você poderá negociar outro vencimento ou desistir da compra, pois os juros, se cobrados, inviabilizariam os descontos oferecidos. Portanto, o empresário não pode agir por impulso. Pelo contrário, precisa de informações de forma rápida e precisa no dia a dia da sua gestão.

O Fluxo de Caixa, como visto, auxilia o gestor no planejamento financeiro do seu negócio, ao vislumbrar o volume de compromissos, bem como da suficiência de recursos para cumpri-los. Com isso, sempre que necessário, poderá, por exemplo, programar promoções com antecedência para aumentar a previsibilidade de arrecadação ou negociar a prorrogação do vencimento de boletos junto a seus fornecedores.

LUCRATIVIDADE
O Fluxo de Caixa não calcula a lucratividade do negócio. Se num determinado mês forem realizados menos pagamentos, por exemplo, ele apresentará uma sobra de caixa mais alta, e, nesse mesmo período, a empresa pode ter tido prejuízo em suas vendas, situação que é identificada no “Demonstrativo de Resultados do Exercício” (DRE Gerencial), assunto para outro artigo.

Sempre que você precisar, conte com o apoio dos nossos consultores. Oferecemos mentoria e ferramentas para promover o seu negócio.

James Warley
consultoria@idecorp.com.br