GESTÃO 4.0

Sua empresa está pronta para adotar a Gestão 4.0?

Por: Redação | Categoria: Do leitor | 17-03-2021 11:15 | 220
Jean Dunkl
Jean Dunkl Foto: Divulgação

Todos sabemos que a transformação digital trouxe mudanças significativas e definitivas em nossas vidas e hábitos.

Na gestão das empresas isso não poderia ser diferente. Além das mudanças no comportamento dos consumidores e evolução do mercado, se torna praticamente obrigatória a revolução da gestão. A Gestão 4.0 combina inovação, automação e tecnologia, promove integração entre as áreas da empresa, busca melhoria na experiência do cliente - tanto interno, quanto externo - e tem como premissas a administração aberta, interativa e flexível.

Para o público cada vez mais informado, imediatista e com sede de tecnologia e inovação, o mercado passa a oferecer soluções personalizadas, tornando obsoletos os processos e rotinas antes utilizados. Quanto mais específico e nichado, mais valor percebido.

Do ponto de vista da gestão de pessoas, o impacto é diretamente sobre o perfil dos colaboradores que, para atender as demandas atuais, precisam ter poder de adaptação, criatividade, mindset empreendedor, inteligência emocional e muita vontade de aprender. E, claro, se os colaboradores evoluem, as lideranças precisam fazer sua parte. Capital humano é o maior investimento na Gestão 4.0.

É claro que com todas essas mudanças, o papel dos líderes também sofreu modificações, a começar pela necessidade de se ouvir e interagir mais com os colaboradores. Funcionários engajados criam senso de pertencimento e, com isso, deixam o ambiente mais favorável para o desenvolvimento da criatividade e a prática da inovação.

As decisões precisam acontecer com mais agilidade e as ferramentas desta gestão auxiliam imensamente o dia a dia dos gestores. Reuniões de alinhamento rápidas e produtivas também fazem parte deste novo cenário.

Mas será que sua empresa está pronta para adotar a Gestão 4.0? Para auxiliar nesse diagnóstico, seguem alguns pontos importantes a serem verificados.

- A tecnologia deve ser vista como aliada no processo de transição da gestão. Caso a empresa seja avessa aos processos tecnológicos, esta será a primeira barreira a ser quebrada. Mais do que aceitar a tecnologia, temos que ter domínio e conhecimento sobre os processos tecnológicos ou contarmos com quem tem.

- O propósito, objetivos e valores precisam ser genuínos, reais e praticados por todos os envolvidos em sua operação, sejam colaboradores diretos ou indiretos. Vai muito além de uma plaquinha bonita pendurada na parede, aliás, a plaquinha exposta é o de menos.

- O ambiente deve inspirar a criatividade e a inovação, e favorecer o desenvolvimento organizacional e a produtividade. O desenvolvimento do capital humano é tão importante quanto.

- A entrega deve ser coerente com a oferta, tem que fazer sentido e gerar valor percebido. Como sempre falamos, o dinheiro do cliente precisa ser valorizado e ele precisa saber que você sabe disso.

Com esses pontos avaliados, você já pode decidir se está ou não na hora de dar mais um passo em sua empresa rumo à Gestão 4.0. Vá em frente!

 

Jean Dunkl

@jeandunkl

CEO da CPD Consultoria, consultor especialista em Gestão Estratégica de Negócios e gestor da Impera (Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Franca)