ACIDENTE GRAVE

Grave acidente na MGC 491 em Paraíso interrompe trânsito por mais de 3 horas

Operação para resgate teve até helicóptero do Corpo de Bombeiros
Por: Nelson de Paula Duarte | Categoria: Acidente | 19-03-2021 10:31 | 4592
Foto: Nelson Duarte/Jornal do Sudoeste

Um grave acidente na manhã desta sexta-feira (19/3) interrompeu o trânsito nos dois sentidos da MGC 491, município de São Sebastião do Paraíso. Um caminhão Ford Fargo de Santa Cruz das Palmeiras seguia sentido Monte Santo de Minas – Paraíso. Possivelmente por problemas nos freios, o veículo se desgovernou e tombou no final da Serra da Ipomeia. O condutor ficou preso às ferragens, e para retirá-lo foi montada uma operação que durou mais de três horas.

O veículo transportava uma carga de telhas de zinco para ser entregue em Paraíso. Um caminhão de uma empresa de Monte Santo de Minas que trabalha com sucatas seguia no mesmo sentido, logo na frente. “Percebi que ele perdeu o freio e saiu da pista tombando em seguida. Caso contrário teria batido em meu caminhão”, disse.

O acidente ocorreu por volta de 09 horas. Fábio Batista da Silva, 44 anos, ficou preso às ferragens. Equipes do 2.º Grupamento do Corpo de Bombeiros em São Sebastião do Paraíso atenderam a ocorrência, estabilizaram a vítima e pela gravidade do caso foi acionada a Equipe de Resgate Aeromédico do Corpo de Bombeiros, sediada em Varginha.

Uma equipe do SAMU também participou do resgate. A vítima foi mantida consciente. O caminhão da empresa de Monte Santo é dotado de guincho, que orientado pelos bombeiros auxiliou para levantar a cabine até a retirada de Fábio.

Fábio que teve ferimentos por todo o corpo foi conduzido do local do acidente até o setor de Emergências da Santa Casa por uma viatura do SAMU, acompanhado por médico e enfermeiro da Equipe do helicóptero Arcanjo.  Estado considerado “grave, porém sem risco de morte”.

A decisão de acionar a equipe Aeromédico conforme avaliação “foi a mais acertada, porque a vítima poderia ter até evoluído para óbito”, mas foi resgatado “com a menor sequela possível”, disse o bombeiro Tassin, ao acrescentar: “Tenho esperança que ele saia andando da Santa Casa.”

O comandante do 2.º Grupamento do Corpo de Bombeiros, tenente Monteiro participou da operação, também acompanhada pela Polícia Militar, Tático Rodoviário, Guarda Municipal e perito da Polícia Civil.

O trânsito interrompido em ambos os sentidos da rodovia provocou grande congestionamento, de vez que por quase quatro horas foi interrompido.