APC

HOJE É SÁBADO POR QUE AMANHÃ é domingo (Passagem do tempo)

Por: Fernando de Miranda Jorge | Categoria: Cultura | 24-03-2021 00:01 | 76
Fernando de Miranda Jorge
Fernando de Miranda Jorge Foto: Reprodução

Dá para notar o quanto é diferente o ‘sábado para o domingo’ em cidades pequenas e no interior! Sei lá. Pode ser, talvez, a diferente condição de aposentado e ou a falta de ter de ir, ter de fazer isso ou aquilo por obrigação, horário cravado para tudo, emprego fixo em empresas de porte, reuniões.

Aposentado procurando alguma coisa para fazer, e não é que deixamos de trabalhar, mas não há o corre-corre, nem a preocupação de horário, nem com o dia da semana, tanto faz: segunda ou terça ou sexta feira. Até confundimos. Que dia é hoje? Como o sábado é esperado quando vivemos na correria e na obrigação do cumprimento de horário.

É estressante. É uma sensação de desprendimento, porque hoje é sábado. Vista uma bermuda. Não faça a barba. Cortar o cabelo pode. Gaste o tempo, talvez para nada, mas gaste-o. Ele é seu, porque hoje é sábado.

Na minha lembrança e saudades, dia de clube com a família e amigos, de feijoada lá no Minas Tênis I, ou no Pelicano da Avenida Augusto de Lima, ou churrasco com torresmo picadinho da Neusa, na Rua Pedra Bonita no Prado, com o grande amigo Elberto Furtado e o foguetório quando o Galo marcava Gol.

“Há um cinco, eu beber e um dar sem conta, porque hoje é sábado e há a perspectiva do domingo”. Domingo de Mineirão - o primeiro - de 100 mil torcedores. Cadeira cativa, eu o Marcos Ladeira, atleticano fanático, tínhamos cinco.

Tremenda vibração com o Galo de “Cerezo, Reinaldo, Nelinho, Luisinho, Éder, Paulo Izidoro, João Leite”. Naquela época não era o Galão da massa, falado hoje. Bar 33 (do Galo) e aquele Tropeiro!

Eita mundo bom, aquele, saudade! A vida era apertada, corrida, agitada, mas não havia tédio. Os amigos do plano A, ou o B (Zé Adauto e Miranda), condicionamento do trânsito para ir ao Estádio Magalhães Pinto com facilidade e rapidez.

São lembranças de um pico da vida, passagem do tempo, de uma história bem vivida, valeu à pena! Porque hoje é sábado e há a perspectiva do domingo só porque, hoje é sábado.

Fernando de Miranda Jorge
Acadêmico
Correspondente da APC
Jacuí/MG – e-mail: fmjor31@gmail.com