• Dos Leitores •

Para pedir um conselho

Por: Redação | Categoria: Do leitor | 26-06-2021 17:34 | 134
Foto: Reprodução

Quando estamos indecisos em fazer, ou não fazer uma coisa, devemos, antes de tudo, nos colocar as seguintes questões:

A coisa que hesito em fazer pode causar um prejuízo qualquer a outrem? Se alguém a fizesse a mim, eu ficaria satisfeito?

Se a coisa não interessa, senão a si, é permitido balancear a soma das vantagens e dos inconvenientes pessoais que podem dela resultar.

Se ela interessa a outrem, e fazendo o bem a um possa fazer o mal a outro, é preciso, igualmente, pesar a soma do bem e do mal, para se abster ou agir.

Enfim, mesmo para as melhores coisas, é preciso ainda considerar a oportunidade e as circunstâncias acessórias, porque uma coisa boa em si mesma pode ter maus resultados em mãos inábeis, se não é conduzida com prudência e circunspecção. Antes de empreendê-la, convém consultar as forças e os meios de execução.

Em todos os casos, pode-se sempre reclamar a assistência dos Espíritos protetores, lembrando-se desta sábia máxima: Na dúvida, abstêm-te

Prece – Em nome de Deus Todo Poderoso, bons Espíritos que me protegem inspirai-me a melhor resolução a tomar na incerteza em que estou. Dirigi meu pensamento para o bem e desvia a influência daqueles que tentarem me desencaminhar.