ALERTA:

Modelos indicam massa de ar frio ainda mais intensa na próxima semana

Segundo meteorologistas, tendência é que o sistema mais uma vez avance para a região central do BR
Por: Redação | Categoria: Agricultura | 22-07-2021 12:00 | 1453
Foto: Reprodução

 

As temperaturas ainda estão em elevação após a passagem de uma intensa massa de ar frio pelo Brasil que atingiu várias culturas e provocou danos significativos à agricultura, e os modelos meteorológicos já começam a indicar a entrada de uma nova massa de origem polar e que mais uma vez deve avançar para vários estados, deixando o setor produtivo em alerta. Além dessa massa, os modelos também indicam a probabilidade de frio na primeira semana de agosto, mas que precisa ser monitorada na próxima semana. 

Segundo o agrometeorologista Luiz Renato Lazinski, tanto os modelos nacionais, como os internacionais indicam que a massa de ar frio deve entrar no Brasil na próxima terça-feira, dia 27.

"Todos os modelos nos mostram, neste momento, que a massa vai ser bem mais intensa do que a última que passou pelo Brasil. Os modelos apontam para uma massa de ar frio extremamente forte, com previsão de geada generalizada em toda a região Sul do Brasil, podendo avançar mais uma vez até o sul de Minas Gerais", afirma. 

O especialista salienta ainda que os dias mais frios para a região Sul do Brasil devem ser registrados na quinta e sexta-feira da próxima semana. As preocupações na região Sul neste momento são com o desenvolvimento do trigo, que já foi atingido pela geada dos últimos dias. 

No Sudeste, a massa de ar frio deve derrubar as temperaturas, com risco de novas geadas na sexta-feira, dia 30. "Sabemos que ainda está longe, mas com os modelos mostrando a mesma tendência, já fica o alerta para todo o setor produtivo", acrescenta.

No Sudeste, as preocupações se voltam principalmente para a produção de café, fortemente atingida nesta semana, assim como o setor de cana-de-açúcar citrus e hortifruti, que também contabilizam os danos nas lavouras. 

Estael Sias, meteorologista da MetSul, também confirma a tendência de frio na semana que vem. Reforça, no entanto, que é preciso esperar a evolução do sistema nos próximos dias, mas destaca que as temperaturas mais baixas são previstas no Sul do Brasil. Para o Sudeste, até o momento, os modelos mostram temperaturas entre 5ºC e 6º em São Paulo, Sul de Minas Gerais, Triângulo Mineiro e Serra da Mantiqueira. "Precisamos continuar acompanhando, mas por enquanto as chances para geada no Sul de Minas por exemplo, são menores", comenta. 

O modelo Cosmo, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), prevê a entrada da massa de ar frio no dia 27, pelo sul do Rio Grande do Sul. O modelo mostra ainda que o avanço do sistema deve acontecer rápido. "A princípio os modelos realmente nos mostram que essa massa pode ser forte, semelhante àquela que aconteceu no final de junho, com um avanço continental e derrubando as temperaturas de norte a sul no Brasil", afirma Naiane Araújo. 

A especialista destaca também que a tendência é da chegada do frio na região Central do país, provocando declínio de até 10 graus em algumas áreas. "Se continuar com essa evolução, a chance de novas geadas é muito grande. É preciso acompanhar para ver se os modelos não mudam nos próximos dias, mas neste momento, o indicativo é para uma massa de ar frio forte", finaliza. (por Virgínia Alves. Fonte: Notícias Agrícolas).