• Dos Leitores •

Final de um pássaro

Por: Redação | Categoria: Do leitor | 28-07-2021 16:09 | 129
Foto: Reprodução

Era um triste final de tarde, de inverno.

Lá na curva de uma estrada, havia uma árvore sem folhas, e com os galhos todos secos.

Um pássaro solitário pousou em um daqueles galhos secos. Ele havia perdido seu ninho. Tinha um olhar de solidão e desilusão, pensativo olhava para a direita e para a esquerda, talvez à procura de algo, que lhe trouxesse, conforto e aquecimento para sua dor.

Lá, os capins também secaram, não havia campos verdejantes, nem árvores frondosas.

Aquele pássaro, não entendia, porque o destino o levara para aquele lugar. Suas asas encontravam-se fracas, e não conseguia voar.

O céu já estava escurecendo, e negras e pesadas nuvens, apareciam naquela noite, sem o brilho do luar, nem das estrelas. Ali tudo ficava mais fúnebre.

Chegou a noite. Era escura, de amargura. Com a chegada da noite, o frio aumentava muito, e o pássaro dentro de sua solidão e tristeza, parecia congelar-se ali, naquele galho seco.

Como tudo passa na vida, aquela noite fria e escura também passou.

Mas, o amanhecer, não trouxe o calor e o brilho do Sol!

Chovia e fazia muito frio! Naquele lugar, alguém encontrou o pássaro congelado e morto!

Sua vida encerrara ali!...
Marene Lizareli Paes