DIRERANÇAS REGIONAIS

Em Itamogi lideranças regionais buscam soluções para produtores de café

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Agricultura | 04-08-2021 13:58 | 272
Sindicato Rural de Itamogi reuniu cafeicultores na Expoita para debater soluções para o setor
Sindicato Rural de Itamogi reuniu cafeicultores na Expoita para debater soluções para o setor Foto: Divulgação

Lideranças da região participaram na noite de sexta-feira,30, no salão nobre da Expoita, em Itamogi, de reunião promovida pela Prefeitura e o Sindicato Rural, com os produtores de café e de outras culturas na região. Participaram o prefeito Ronaldo Dias; o vice-prefeito, José Carlos da Silva; o presidente da Câmara, Marcos Benedito dos Santos que foram os anfitriões. Também estiveram presentes os prefeitos Marcelo Morais (Paraíso), Ricardo Sobrinho (Santo Antônio da Alegria -SP), além dos deputados federais Emidinho Madeira, Odair Cunha; e o deputado estadual Antônio Carlos Arantes. Ainda marcaram presenças o presidente do Sindicato Rural de Itamogi, Antônio Francisco de Paula e o gerente regional da Emater, William Guilherme de Araújo.

Durante o encontro eles debateram sobre os estragos causados pelas geadas nas lavouras da região e fizeram apontamentos para a busca de soluções para os impactos causados. Ainda foram coletadas assinaturas para que o prefeito Ronaldo, que já decretou estado de calamidade pública, possa fazer um levantamento das áreas atingidas para que junto aos deputados, a Emater e demais órgãos competentes, os agricultores sejam representados  perante os governos, aos bancos e as cooperativas para que soluções sejam encontradas e que a  agricultura do município e região tenha o suporte necessário.

O prefeito Ronaldo, que também é agricultor, cobrou recursos e soluções que possam amenizar os danos causados e anunciou a contratação na próxima semana de técnicos agrônomos e colocou a Secretaria de Agricultura à disposição para dar apoio aos agricultores.

O deputado estadual Antônio Carlos Arantes se comprometeu levar as demandas à Assembleia Legislativa de Minas Gerais e promover uma audiência pública para que as demandas sejam discutidas. O deputado federal Odair Cunha disse que disponibilizará uma emenda de R$150.000 para que a Prefeitura de Itamogi aumente o número de agricultores contemplados com o projeto de distribuição de adubos.

O deputado federal Emidinho Madeira. presidente da Frente Parlamentar do Café disse que buscou todo o apoio junto ao Ministério da Agricultura e que é necessário levar as demandas dos agricultores atingidos de todas as regiões atingidas de forma conjunta. “Vamos ajudar a  resolver essa questão, nós só não podemos afirmar de que forma vamos resolver, porque não está em nossas mãos, dependemos da ministra, da questão do Fun-café, que é um fundo que é da cafeicultura e  para ser melhor utilizado podemos sentar e discutir, mas  a nossa primeira ideia é fazer uma comissão  do Cerrado, da Alta Mogi-ana, da Canastra, do Sul e Sudoeste de Minas  e unir em apenas uma região”, disse.

O parlamentar completa dizendo que não se pode levar a questão a Brasília de forma isolada. “Nós não podemos levar a questão de cada região sozinha, nós temos que levar junto. Nós não podemos ir ao governo e ao ministério no varejo, temos que ir no atacado para resolvermos”, assegura.

O deputado Antônio Carlos Arantes reafirmou que tem percorrido lavouras em diversas cidades do Estado que sofreram com as geadas nos últimos 15 dias. Toda a situação tem sido documentada em material que será encaminhado para as autoridades estaduais e federais mostrando a situação de cada propriedade.

“Ressaltei ainda que não é só a geada que vem prejudicando os produtores, temos que lembrar ainda da seca que assolou nosso Estado nos últimos dois anos.  De minha parte assumi o compromisso de chamar o quanto antes uma audiência pública na Assem-bleia Legislativa para alinharmos as ações que faremos para ajudar o produtor nessa época tão difícil”, declarou.

O cafeicultor e também membro do Sindicato Rural de Itamogi, Nilson David, disse que o sindicato foi procurado pelos produtores e então buscaram se reunir com as principais cooperativas da região. No entanto, a resposta obtida pela Cooxupé e a Olam Café é de que o assunto deva ser tratado de forma individual entre cada cafeicultores. “A Coopercitrus, que é em frente ao sindicato, até o presente momento não deu satisfação nenhuma, total descaso com os produtores de Itamogi, que inclusive tivemos uma dificuldade para protocolar um pedido de reunião. Eles não queriam protocolar um pedido de reunião. Para vocês terem uma ideia de como a Coopercitrus está querendo tratar os nossos produtores”, declarou. De acordo com um levantamento realizado pela Prefeitura, o prejuízo para o munícipio de Itamogi no próximo ano será por volta de R$ 25 milhões.