UVAS

Colheita de uvas Syrah é comemorada em Paraíso

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Agricultura | 28-08-2021 10:24 | 630
Epamig avalia produção de uva Syrah em Paraíso e outros municípios do Sul de Minas
Epamig avalia produção de uva Syrah em Paraíso e outros municípios do Sul de Minas Foto: Divulgação

A Syrah, casta de uva tinta da família Vitis vinifera, está cada vez mais em alta no mercado de vinhos finos de Minas Gerais já que se adequou muito bem à dupla poda. A técnica, adaptada pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), inverte o ciclo natural das videiras, feito que permite colheitas e produção de vinhos de inverno. Neste ano, a colheita da uva Syrah em vinhedos em São Sebastião do Paraíso começou no início de agosto.

No vinhedo institucional da Epamig, localizado no município paraisense, a safra de 2021 se destaca por ser a mais produtiva desde o plantio das videiras, em 2011. A Epamig é uma empresa vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa).

Conforme o pesquisador da empresa, Francisco Câmara, a colheita bateu a marca de 3,7 mil quilos de uva Syrah, com destaque para os excelentes índices de matura-ção tecnológica e fenólica. “O ponto crucial da safra de 2021 foi a adaptação da época de poda para a região de São Sebastião do Paraíso”, comenta. Ele ressalta que “as videiras foram podadas no dia 17 de fevereiro, o que transferiu a florada para épocas de menos índices pluviométricos. “Esta medida também diminuiu a pressão de patógenos na florada”, enfatiza Francisco.

De acordo com o empresário José Procópio, proprietário da vinícola Stella Valentino, a Syrah já pode ser considerada uma uva ícone do Sul de Minas. Ele afirma que as uvas colhidas em sua propriedade em 2021 estão com muita qualidade. As expectativas são de bons vinhos para os próximos anos. “Dividimos o vinhedo e colhemos metade para fazer vinhos Gran Reserva e outra metade para fazer vinhos jovens”, explica.

Procópio enfatiza que as uvas estão espetaculares e fala das expectativas para a produção. “A perspectiva é de vinhos muito bons. Colher uvas no inverno por meio da dupla poda é sinônimo de ótimas safras”, aponta. Em seguida completa “inclusive, algumas são super ótimas”, avalia o produtor.

Um vinho Gran Reserva possui a categoria de qualidade superior. Segundo a legislação brasileira, para ser enquadrado nessa categoria, o vinho precisa estagiar por, pelo menos, 12 meses em barricas de carvalho antes de ser engarrafado e comercializado.

Ainda de acordo com Francisco Câmara, diante da qualidade elevada das uvas, espera-se que, durante a fase de vinificação, a Epamig também elabore vinhos Gran Reserva, uma linha de produtos inéditos da empresa de pesquisa agropecuária mineira. “Após a colheita deste ano, a estimativa de produção da Epamig é de três mil garrafas.

Deste número, esperamos que mil garrafas sejam provenientes do Gran Reserva. O restante será proveniente da linha tradicional que já elaboramos”, finaliza.