INAUGURAÇÃO OBRAS

Ministro da Educação inaugura obras do Campus UFLA Paraíso

Por: Redação | Categoria: Educação | 03-09-2021 15:54 | 1499
Foto: Reprodução

O ministro da Educação, Milton Ribeiro – acompanhado do secretário de Educação Superior Wagner Vilas Boas de Souza, inaugurou nesta sexta-feira (3/9), os primeiros prédios do Campus da Universidade Federal de Lavras – UFLA, em São Sebastião do Paraíso, em cerimônia que aconteceu no campus da universidade em Lavras, que também ganhou importantes obras.

O ministro foi recebido pelo reitor, professor João Chrysóstomo de Resende Junior, em evento que contou com a presença de lideranças, como o presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles – que coordenou como deputado federal a destinação de recursos para a implantação do campus; do deputado estadual Antônio Carlos Arantes, do presidente da Câmara Municipal de Paraíso, Lisandro Monteiro., e do secretário municipal de Ciência e Tecnologia, Cícero Barbosa.

Focado em engenharias para a inovação e tecnologia e com aulas confirmadas para ter início em 2022, foram inaugurados oficialmente no campus Paraíso o pavilhão de salas de aulas, os galpões de logística, laboratórios, incubadores de empresas; além de quadra esportiva e campo de futebol. Outras obras estão em andamento, como o edifício de engenharias e a biblioteca.

A cerimônia foi prestigiada pelo corpo dirigente da Universidade, e contou ainda com a presença do diretor de Base de Alto Rendimento da Secretaria Especial do Esporte – Ministério da Cidadania, Luiz Roberto de Moraes Duarte; da prefeita de Lavras, Jussara Menicucci; da ex-prefeita paraisense Marilda Melles, do vereador José Luiz das Graças.

CURSOS
De acordo com a Ufla, os cursos iniciais em São Sebastião do Paraíso serão em áreas de tecnologia e inovação, ofertando 180 vagas para engenharia elétrica, engenharia de produção, engenharia de software, bacharelado interdisciplinar em Ciência, Tecnologia, e Inovação; e mestrado profissional em Tecnologias para a Agroindústria.  No Campus estão sendo investidos recursos do Ministério da Educação que somam R$ 32 milhões. Outros R$ 26 milhões são estimados com o valor da área e infraestrutura que foram cedidos à universidade. (por Paulo Delfante)