POLE POSITION

As melhores do ano

Por: Sérgio Magalhães | Categoria: Esporte | 17-01-2022 07:52 | 473
GP da Itália foi eleito o melhor do ano pelos Fãs da F1
GP da Itália foi eleito o melhor do ano pelos Fãs da F1 Foto: Getty Images

A Fórmula 1 quis saber e 52 mil fãs escolheram as cinco melhores corridas da temporada passada. Com 19% dos votos, o GP da Itália foi eleito o melhor dentre as 22 etapas do calendário. Foi a corrida em que Valtteri Bottas largou da pole position por ter vencido a mini corrida do sábado, mas quem pulou na ponta foi Daniel Ricciardo que largou de 3º com a McLaren. Verstappen e Hamilton se estranharam na primeira volta e na 26ª eles se encontraram novamente pelo caminho quando Verstappen errou a freada da primeira curva e decolou com a Red Bull aterrissando sobre a Mercedes do inglês.

Foi um acidente tão perigoso quanto bizarro, em que a roda traseira do carro de Verstappen chegou a tocar o capacete de Hamilton, salvo pelo halo. Daniel Ricciardo venceu depois de três anos, e a McLaren triunfou pela primeira vez desde 2012. Lando Norris terminou em 2º com a outra McLaren e foi a única dobradinha do ano.

Nas minhas anotações de cada corrida, avaliei o GP da Itália como “muito bom”. Eu sempre uso os termos, excelente, épico, ótimo, muito bom, bom e monótono para classificar as corridas. É um lembrete para quando a memória falhar. 

O polêmico GP de Abu Dhabi que fechou a temporada recebeu 16% dos votos, o 2º melhor! Ainda está na memória de todos o que aconteceu. Verstappen tinha a pole, mas Hamilton largou melhor e caminhava tranquilo para a consagração do 8º título quando há seis voltas da bandeirada Nicholas Latifi estampou a Williams no guard-rail. Daí em diante sucedeu-se uma série de barbáries do diretor de prova e Verstappen venceu a prova e o campeonato.

No meu caderno está escrito “inesquecível”. Um título decidido na última volta da última corrida é inesquecível, exceto o show de horrores de Michael Masi que deve ser demitido do cargo antes de o próximo campeonato começar.

O GP de São Paulo ficou em 3º (???) com 10% dos votos. Na minha anotação, escrevi épico! Pra quem não se lembra, Hamilton largou da última posição na sprint race (mini corrida do sábado) e terminou em 5º. Sofreu outra punição de cinco posições no grid pela troca de motor e largou de 10º para vencer a corrida depois de um duelo espetacular com Verstappen e desfilar com a bandeira do Brasil e se enrolar a ela no pódio como se fosse a de seu próprio país. Sem pachequismo, em minha opinião foi a melhor corrida do ano!

Aí veio o GP do Azerbaijão em 4º com 8% dos votos. Para refrescar a memória a corrida se desenrolava com Verstappen e Pérez na frente com Hamilton em 3º até que na 31ª volta, Lance Stroll bateu forte no muro depois de um estouro de pneu. Mas tinha muita coisa para acontecer até a 51ª volta. Na 47ª Verstappen também bateu forte e deu um ‘bico’ no pneu traseiro esquerdo, a causa de seu acidente. A corrida recomeçou com nova largada há três voltas do fim, Hamilton se atrapalhou com os ajustes de freios da Mercedes e Pérez venceu. Na minha avaliação, “muito bom” o GP!

E o top 5 fecha com o GP da Hungria com 7% dos votos. Teve um pouco de tudo. Bottas fez lambança na largada e acertou Verstappen e Pérez. E na nova largada, aconteceu algo inédito: Hamilton largou sozinho do grid enquanto o pelotão foi para os boxes trocar os pneus de chuva pelos slick. Esteban Ocon venceu com a Alpine e Sebastian Vettel, que terminaria em 2º, foi desclassificado porque teve pane seca após receber a bandeirada e não sobrou combustível no tanque para análise pós-corrida. Avaliei como excelente. Na minha lista estaria na frente da corrida de Monza!

Como se vê, voto/ preferência, é um ato de direito pessoal. Classifiquei os GPs do Bahrein, Ímola, França, Rússia como excelentes; Áustria ótimo, e nenhum figurou entre os cinco. Mas uma coisa todos concordam: foi o melhor e mais disputado campeonato de todos os tempos na F1. Sorte nossa!