PRISÃO PREVENTIVA

Justiça decreta prisão preventiva de motociclista baleado

Internado na UTI da Santa Casa, suspeito ficará sob escolta policial até receber alta. Ele vai responder por tentativa de homicídio duplamente qualificado contra PM
Por: Ralph Diniz | Categoria: Polícia | 02-09-2023 06:35 | 2485
Foto: Arquivo

A Justiça decretou a prisão preventiva do motociclista que atropelou um policial militar durante ação de trânsito realizada entre o fim da tarde e o início da noite de sexta-feira, 25 de agosto, em São Sebastião do Paraíso. Durante a ação, o suspeito foi alvejado com um tiro no peito. Ele permanece internado em estado grave na Santa Casa.

Decisão judicial converteu a prisão em flagrante do motociclista de 21 anos em prisão preventiva, uma vez que o rapaz está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital. Assim, o suspeito permanece sob escolta policial no hospital enquanto não for liberado pelos médicos. A defesa ainda ajuizou um pedido de habeas corpus do cliente, contudo, este foi recusado em segunda instância pela desembargadora Maria Luiza de Marilac.

O delegado Rafael Gomes, da 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Paraíso, explica que o motociclista vai responder pelos crimes de tentativa de homicídio duplamente qualificado, adulteração de sinal de veículo automotor e porte de drogas para uso pessoal.

O suspeito só deve ser ouvido pela polícia quando for liberado pela equipe médica da Santa Casa. Ele deve ser conduzido ao presídio local assim que receber alta. O Jornal do Sudoeste entrou em contato com o hospital a fim de ter informações sobre o quadro clínico do motociclista, contudo, um diretor declarou que a instituição não tem autorização para prestar tais esclarecimentos.

Na referida data, policiais do 43º Batalhão da Polícia Militar realizavam, em parceria com a Guarda Civil Municipal, uma operação de fiscalização de motos com escapamentos irregulares em diversos pontos da cidade. Durante a ação na avenida Dárcio Cantieri, em frente a uma concessionária de veículos, o motociclista ignorou a ordem dos agentes de força de segurança, atropelou um dos policiais e tentou evadir.

O policial foi arrastado pelo suspeito por cerca de três metros. Apesar disso, ele conseguiu sacar sua arma e desferir um tiro contra o peito do motociclista, que perdeu o controle direcional e caiu próximo ao canteiro da avenida. O PM também foi ao solo, sofrendo uma luxação no joelho e escoriações pelo corpo. A própria Polícia Militar prestou os primeiros atendimentos ao homem baleado, o conduzindo para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Depois, ele seguiu para o setor de Urgência e Emergência da Santa Casa, onde foi submetido a uma cirurgia.

Na situação, a PM comunicou que motociclista não tinha carteira de habilitação para moto e a CNH dele era provisória e estava vencida há mais de 30 dias. Além disso, a motocicleta estava com o motor adulterado e a numeração de chassi estava suprimida. Uma porção de substância análoga a maconha também foi encontrada nas partes íntimas do rapaz. O delegado Rafael Gomes confirmou os fatos e declarou que o suspeito pode ter tentado fugir do cerco para não ser preso por tais crimes.

Peritos técnicos da Polícia Civil realizaram exames de corpo de delito no motociclista, bem como verificação de possível adulteração no veículo. Os laudos devem ser concluídos nos próximos dias.