INTERLAGOS

Título decidido não tira brilho do GP do Brasil

Além das costumeiras corridas movimentadas em Interlagos, pela primeira vez a Fórmula 1 terá dois tetracampeões juntos na pista.
Por: Sérgio Magalhães | Categoria: Esporte | 09-11-2017 17:11 | 3024
Jornal do Sudoeste já está em Interlagos para mais uma cobertura do GP do Brasil
Jornal do Sudoeste já está em Interlagos para mais uma cobertura do GP do Brasil Foto de Duda Bairros

 




Sergio Magalhães, de Interlagos




O fato de o título da temporada da Fórmula 1 já estar decidido tanto no Mundial de Pilotos a favor de Lewis Hamilton, como no de Construtores a favor da Mercedes, não tira o brilho do GP do Brasil que será disputado neste final de semana no Autódromo de Interlagos, abrindo, amanhã, as primeiras atividades de pistas com as duas sessões de treinos livres. 
O autódromo pela sua topografia e pelas características do traçado de 4.309 metros que agrada a maioria dos pilotos, é convidativo para uma boa corrida. Soma-se a isso as condições climáticas, sempre imprevisíveis nesta região da cidade de São Paulo, próxima à represa de Guarapiranga, ajudam a tornar a disputa ainda mais imprevisível.
Ano passado a corrida foi das mais emblemáticas dos últimos tempos na Fórmula 1. A exemplo deste ano, também era a penúltima etapa do calendário, com a diferença de que o título estava em plena disputa entre Lewis Hamilton, que venceu a prova, e Nico Rosberg, que se tornaria campeão na última prova da temporada, em Abu Dhabi. 
A chuva se encarregou tanto de tumultuar a prova como de torná-la excitante. Depois de um começo insosso com duas paralisações com bandeira vermelha, e intervenções do safety car, quando engrenou de vez o que se viu foi um show de perícia, destreza e coragem dos pilotos, que contribuíram para que a prova ainda esteja na memória dos fãs da categoria e deverá ser ainda lembrada por muitos anos. 
Max Verstappen viveu um dia de Ayrton Senna. O que o jovem holandês da Red Bull, então aos 19 anos – completou 20 em setembro passado – fez no molhado, com várias ultrapassagens – algumas por fora, sobre Rosberg e Vettel –, para terminar em 3º foi de encher os olhos. E teve ainda um brasileiro que deu espetáculo no molhado, Felipe Nasr, que infelizmente deixou a Fórmula 1 por uma série de fatores que contribuíram para sua derrocada no mercado de pilotos. Mas fato foi que a atuação de Nasr, 9º colocado, salvou a Sauber da última colocação no Mundial de Construtores, rendendo à equipe algo em torno de 40 milhões de euros da divisão de lucros da FOM (Formula One Management), empresa que até o ano passado era administrada por Bernie Ecclestone. 
Porém emoção maior ficou por conta da então despedida anunciada de Felipe Massa, que comoveu tanto o público das arquibancadas, como da TV, equipes, e até a imprensa como algo jamais visto na história da Fórmula 1.
Massa acabou voltando atrás da decisão da aposentadoria a convite da Williams que liberou Valtteri Bottas este ano para o lugar de Nico Rosgerg, na Mercedes, e agora, diante do quadro atual da equipe que saiu em busca de um substituto, Felipe decidiu por conta própria se aposentar de vez. 
Não há nada programado em especial para a nova e definitiva aposentadoria de Massa. No último sábado ele mesmo revelou em suas redes sociais que este será o seu último GP do Brasil, mas dificilmente Interlagos verá outra despedida tão emocionante como a do ano passado em que Felipe bateu na entrada da reta dos boxes, e enquanto caminhava debaixo de chuva, enrolado à bandeira do Brasil, ia sendo ovacionado pelo público e até mesmo por equipes adversárias reconhecendo sua importância para a Fórmula 1.
Por tudo isso e pelos antecedentes de corrida movimentada, o título decidido por antecipação na corrida passada, no México, que deu o tetracampeonato a Lewis Hamilton, não tira em nada o brilho e a expectativa do 45º GP do Brasil. Pelo contrário, será uma corrida histórica já que pela primeira vez a Fórmula 1 terá dois tetracampeões mundiais correndo juntos, Hamilton e Vettel, e um privilégio para o Jornal do Sudoeste que acompanha tudo da sala de imprensa do Autódromo de Interlagos.
A partir de hoje, e durante todo o final de semana o leitor terá aqui, a cobertura completa do GP do Brasil, e a coluna Pole Position na edição impressa de sábado.