RADAR

Radares em rodovias no perímetro urbano de Paraíso têm distribuído muitas multas

Por: Sebastião Tadeu Ribeiro | Categoria: Transporte | 11-11-2017 22:11 | 742
Foto de Reprodução

O “JS” que sempre tem prestado serviços de cunho social, no sentido de colaborar, prevenir, dar sugestões, cobrar quando é preciso, parabenizar quando pedidos ou reclamações da população são atendidas pelas autoridades, desta vez faz alerta aos condutores de veículos automotores para que fiquem atentos em relação a três radares instalados nas rodovias BR 491 e BR 265 no perímetro urbano paraisense.
Os radares estão instalados na BR 491 nas confrontações dos bairros Jardim Alvorada com Alto Bela Vista e Jardim Alvorada com Alto Bela Vista e Jardim Ouro Verde, bem próximo do Terminal Rodoviário.
Outro radar eletrônico na BR 491 está instalado perto da Passarela Padre Geraldo Rezende, altura da Vila João XXIII. O terceiro radar fica na BR 265 bem ao lado do bairro Portal dos Ipês, próximo aos armazéns da empresa Peneira Alta, sentido Ribeirão Preto e vice-versa.
Vale lembrar que referidos radares têm a função de inibir e fotografar e prevenir infrações no trânsito, mas também são utilizados para punir os infratores com penalidades que além das multas também geram perda de pontos na carteira de habilitação. Em casos de infrações gravíssimas o condutor poderá ter apreendida a CNH, o veículo ser apreendido e o condutor até ser preso.
É oportuno lembrar aos condutores que os radares registram excesso de velocidade, ultrapassagem perigosa (bem em frente a eles na pista há faixas contínuas), e o veículo em movimento mesmo durante o dia tem que estar com a luz baixa acesa nas rodovias, razão pela qual condutores devem estar atentos para não serem penalizados com base no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).
Ao frisar que a luz baixa deve estar acesa, é porque condutores costumam ir de um bairro a outro no perímetro urbano onde os radares estão instalados. Se por um vacilo, esquecimento, desatenção ou defeito na parte elétrica do veículo as luzes não estiverem acesas, com certeza haverá a multa. Além disso o condutor perde quatro pontos a cada “vacilo” cometido, além de multa de R$ 130,06. Caso seja paga no prazo estipulado, terá 20% de desconto e ela cairá para R$ 104,12.
Como se sabe, caso o condutor acumule perdas que cheguem a 20 pontos po9derá ter a CNH cassada por seis meses ou mais, dependendo da gravidade da infração cometida, além de ter que fazer cursos para aprender, reaprender ou aperfeiçoar seus conhecimentos das noras de trânsito.
Já pensou ficar seis meses ou mais sem a sua CNH, ainda mais se depender dela para o seus sustento, ou outras atividades necessárias no seu dia a dia?