CONECTAR PARA CONSERVAR:

Projeto de arborização com espécies nativas das ruas e avenidas de São Sebastião do Paraíso-MG

Por: Redação | Categoria: Cidades | 15-03-2017 09:03 | 716
Foto: Reprodução

PARTE 3
A implementação do “Conectar para Conservar”




Caso este projeto seja aprovado pelos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário de São Sebastião do Paraíso-MG, nós do Laboratório de Ecologia da Polinização, Evolução e Conservação (LEPEC), UEMG, Unidade Passos, coordenado por mim, Prof. Dr. Hipólito Ferreira Paulino Neto, firmaremos uma promissora parceria com São Sebastião do Paraíso e UEMG/ Unidade Passos. Eu, minha equipe de alunos e colaboradores faremos uma exaustiva pesquisa bibliográfica e de campo sobre espécies de plantas nativas de nossa região com potencial para ser utilizada na arborização de ruas e avenidas de nossa cidade. Várias características das espécies serão avaliadas, dentre elas merecem destaque: porte (altura máxima quando adulta); largura do tronco; profundidade das raízes; tamanho dos frutos e potencial risco de acidentes em decorrência de sua queda quando maduros; estética e beleza; escolha de espécies pertencentes a distintas síndromes de polinização e dispersão de modo que diferentes tipos de animais possam encontrar alimento, abrigo e local para nidificação; potencial para que a espécie torne-se também fonte de alimento para população (frutas nativas), entre outras. 
Os requisitos descritos acima deverão ser satisfeitos de modo a evitar que árvores, quando adultas, se tornem um problema por ultrapassar a altura dos fios elétricos, podendo causar interrupção no fornecimento de energia elétrica, exigindo podas muito frequentes e onerosas, ou por danificar as calçadas ou mesmo suas raízes provocarem rompimento das tubulações de esgoto ou água potável, ou seja, evitando ou pelo menos minimizando prejuízos para o município. Tais critérios de escolha também são importantes para que a cidade se torne mais sombreada e consequentemente fresca para se caminhar e tenha temperaturas mais amenas nos horários mais quentes do dia e também ao longo de todo ano. Em adição, a escolha das plantas tem como finalidade tornar a cidade muito mais bela, colorida e florida, com flores de diversos tipos (síndromes), das mais diversas espécies de plantas. Desejamos que o perímetro urbano se transforme em uma conexão ecológica entre os limites da cidade para que a fauna nativa possa se deslocar de um lado a outro da cidade sem dificuldade, podendo inclusive se tornar residentes no interior da cidade. 
É muito importante salientar que faremos uma pesquisa prévia com todos moradores para saber que tipo de planta deseja que seja plantada na porta de suas casas. Não desejamos que nada seja feito de forma arbitrária e achamos de suma importância respeitar o direito dos cidadãos de opinar na escolha da espécie. Nosso intuito é a participação ativa de todos neste projeto tão importante, pois estamos certos de que somente o “Conectar para Conservar” somente será bem sucedido se houver ativa participação do povo Paraisense. 
O PROJETO “CONECTAR PARA CONSERVAR” BENEFICIARÁ QUEM?
A resposta é simples e direta. O agora “nosso projeto” trará incontáveis benefícios para toda população do município de São Sebastião do Paraíso-MG. Nossa cidade se tornará uma cidade modelo, reconhecida por se tornar ainda mais bela após a arborização e com clima muito mais ameno e agradável, e é claro, valorizada por termos a consciência ambiental de priorizarmos espécies nativas e realizarmos uma efetiva conservação da flora e fauna de nossa região, atitude inexistente em outras cidades. Até mesmo aquelas cidades reconhecidas por sua exuberante arborização como Maringá, Belo Horizonte, Campinas e muitas outras, plantaram enorme número de plantas exóticas e se esqueceram de valorizar nossas próprias plantas nativas, o que pode ser considerado um grave erro de planejamento, visto que o Brasil é o país do mundo com maior diversidade e beleza de plantas, e não necessitamos importar plantas da Europa, Ásia ou Europa. Temos é que valorizar nossas espécies nativas que apresentam imensurável beleza e diversidade. E certamente, todos municípios da região, senão do Brasil, passará a ver nossa cidade como modelo e desejarão também implantar nosso projeto, afinal, quem não deseja viver numa cidade com qualidade de vida, clima agradável, linda e ainda ecologicamente correta?
QUAIS RESULTADOS ESPERAMOS? 
Nosso maior desejo e acreditamos ser compartilhado por toda população, é o de tornar a cidade de São Sebastião do Paraíso-MG um local bem arborizado, sombreado e com temperaturas extremamente agradáveis para se caminhar por toda cidade, seja parte central ou bairros da periferia. 
Também é nosso intuito fornecer uma paisagem amigável para fauna nativa e favorecer a conservação tanto destes animais, quanto de plantas nativas, em especial aquelas utilizadas nos programas a serem implementados. Os projetos a serem elaborados nesta primeira etapa são: 
1. Conectar para Conservar: Programa de arborização de vias públicas com espécies nativas; 
2. Conectar para Conservar: Programa de introdução de plantas ornamentais nativas em jardins públicos e residenciais; 
Assim, espera-se ao final deste projeto que São Sebastião do Paraíso-MG se torne um município modelo, exemplo de cidade que conciliou dois temas muito relevantes nos dias atuais, arborização urbana e conservação de nossas espécies nativas. 
MAS ESTE PROJETO É VIÁVEL?
Sim, Sim. Por incrível que pareça, um projeto como este que poderá mudar para muito melhor a qualidade de vida de nossa cidade, dar muito mais visibilidade, atraindo mais turistas, aquecendo comércio e ainda tornar S; S; Paraíso uma cidade de referência ao tema conservação ecológica, é um projeto extremamente barato!!!
Este projeto prevê parcerias com UEMG, Cemig, Furnas (Usina de Furnas – Eletrobrás), IEF, Promotoria, ONGs e outras entidades e instituições que já manifestaram total interesse em colaborar com este grandioso projeto que promoverá fluxo de animais através da cidade, mas também conservação de inúmeras plantas nativas utilizadas neste projeto, além de aumentar significativamente a área sombreada ao longo de toda cidade, tornando o clima mais agradável, com temperaturas mais amenas, dentre muitas outras vantagens diretas e indiretas não mencionadas aqui. 
No próximo Olhar atento: conheça melhor o mundo ao seu redor veremos como será o sistema de implementação do Projeto de arborização “Conectar para Conservar” e também acompanhamento pós-implementação visando que o mesmo obtenha o sucesso desejado. Ao contrário do que muitos pensam, um projeto de arborização não termina com o plantio das mudas, este é só seu início!
HIPÓLITO FERREIRA PAULINO-NETO
Professor Pesquisador do Curso de Ciências Biológicas e responsável pelo Laboratório de Ecologia da Polinização, Evolução e Conservação (LEPEC) da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Brasil. Biólogo UFU, Mestre em Ecologia UNICAMP, Doutor em Ecologia USP, Pós-Doutor Entomologia USP.