PEDAGOGIA

MEC aprova curso de Pedagogia para a Libertas - Faculdades Integradas

Pedagogia, o novo curso da Libertas: aulas terão início em julho
Por: Nelson de Paula Duarte | Categoria: Educação | 19-05-2018 17:45 | 6770
Marcos Antônio dos Santos, diretor executivo da Libertas e os professores Davidson Scarano e a coordenadora do curso, Dalva Kellen Dizaró
Marcos Antônio dos Santos, diretor executivo da Libertas e os professores Davidson Scarano e a coordenadora do curso, Dalva Kellen Dizaró Foto de Nelson P. Duarte/Jornal do Sudoeste

Na segunda quinzena de julho iniciam-se as aulas do curso de Pedagogia, na Libertas - Faculdades Integradas, recentemente aprovado pelo Ministério da Educação (MEC), com avaliação que aproximou-se da nota máxima. Serão 50 vagas, período noturno e duração de quatro anos.
Nos quesitos avaliados, a professora Maria Inês Crnkovic Octaviani (coordenadora) e o professor Vitor Francisco Schuch, que integraram a comissão do MEC, foram levados em conta “três dimensões”, ou seja, a organização pedagógica o corpo docente e a infraestrutura, numa escala que vai de um a cinco, a avaliação recebeu nota quatro. Eles estiveram em São Sebastião do Paraíso no período de 21 a 24 de março, “Estamos buscando sempre a qualidade, queremos que a Libertas seja referência em qualidade de ensino”, comemorou o diretor acadêmico, professor Davidson Scarano.
Este sonho se iniciou em 2016, passamos à montagem da documentação passo a passo do curso, e em abril do ano passado foi protocolado o pedido junto ao MEC que determinou a avaliação, salienta a professora e coordenadora do curso Dalva Kellen Dizaró. O vestibular será aberto nos próximos dias, feito por agendamento, sendo 50 vagas com início das aulas no dia 23 de julho.
Conforme explica Davidson Scarano o curso, de acordo com a nova legislação terá duração de oito semestres, cem por cento presencial. “Não tem nada de conversar com computador, será olho no olho do professor, contato humano, contato entre alunos que também é muito salutar, pois cria uma rede de contatos pessoais. Vamos trazer outra realidade para o curso de Pedagogia”, afirma.  Sobre a proximidade de alunos, professores e direção, “esse é um diferencial na Libertas, sempre de portas abertas para sanar dúvidas e diálogos francos, que são muito proveitosos”, observa o professor Davidson.
Quanto à abrangência da Pedagogia, a professora Dalva Dizaró desmistifica que o pedagogo será um profissional que irá trabalhar necessariamente só em sala de aula com crianças. “Há uma diversificação muito grande nas disciplinas, de modo a oferecer vasto campo de trabalho a esses profissionais”. O perfil do pedagogo no contexto educacional é extenso e pode se dividir entre a Educação Infantil, os anos iniciais do Ensino Fundamental e em disciplinas pedagógicas dos Cursos de Nível Médio, na modalidade normal e de educação profissional na área de Serviços e Apoio Escolar, e em outras áreas em que disciplinas pedagógicas estejam previstas, explica. 
Na rotina administrativa escolar, trabalha-se no planejamento, execução e avaliação de programas e projetos pedagógicos em sistemas e unidades de ensino e ambientes não escolares, tais como empresas, hospitais, ONGs, associações, igrejas, eventos, emissoras de transmissão (rádio e TV), e outros formam hoje o novo cenário de atuação deste profissional, que transpõe os muros da escola, para prestar seu serviço nestes locais que são espaços até então restritos a outros profissionais. Esta realidade de que o pedagogo está apto para exercer suas funções além da sala de aula. Onde houver uma prática educativa, existe aí uma ação pedagógica, enfatiza a professora Dalva Dizaró;
A rápida aprovação por parte do MEC segundo os professores Davidson Scarano, Dalva Dizaró e Marcos Antônio dos Santos, diretor executivo da Libertas, se deve ao fundamental apoio da Fundação Educacional Comunitária de São Sebastião do Paraíso, mantenedora da instituição, por seu presidente José Carlos Marinzeck, “em direcionar os recursos para investimento em mais um curso referencial de qualidade”. 
Exemplificando, citam como exemplo que a instituição não sabia quando o curso seria liberado, mas se antecipou e adquiriu quase R$ 200 mil em livros, ampliando sua biblioteca, além da brinquedoteca. 
“Avaliada em vários aspectos, corpo docente, estrutura, a avaliação que tem o critério de um a cinco pontos, recebeu pontuação quatro, muito próxima da nota máxima. A gente tem certeza de ser a melhor estrutura da região, este é o objetivo da fundação e a direção trabalha neste sentido”, diz o presidente José Carlos Marinzeck ao comemorar o primeiro curso de licenciatura da Libertas.
Nas considerações finais avaliadas e sobre os requisitos legais e considerando também os referenciais de qualidade dispostos na legislação, nas Diretrizes da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - CONAES a comissão do MEC considerou “que o Curso de Pedagogia, Licenciatura, da Libertas - Faculdades Integradas atende plenamente a todos os requisitos legais e normativos para sua autorização de funcionamento e atribuiu os seguintes conceitos por cada uma das Dimensões: Dimensão 1 (Organização pedagógica): 4,10 - Dimensão 2 (Corpo docente): 4,55 -Dimensão 3 (Infraestrutura): 4,27 -  totalizando 4,3 pontos, tendo arredondado para 4,0 pontos.

A Libertas já possui a estrutura completa para receber o novo curso
Professora Dalva Kellen Dizaró, coordenadora do novo curso de pedagogia
A brinquedoteca do novo curso de Pegadogia da Libertas - Faculdades Integradas
Serão 50 vagas, período noturno e duração de quatro anos.