MULHER

Ajuda Mulher inaugura sede própria em Paraíso

Programa que nasceu para oferecer aconselhamento jurídico, cresceu e hoje oferece inúmeros atendimento às mulheres
Por: João Oliveira | Categoria: Justiça | 05-07-2018 15:07 | 2343
Projeto Ajuda mulher foi um entre 20 selecionados em todo o Brasil pelo Fundo Fale Sem Medo, do Fundo Elas em Parceria com a Avon
Projeto Ajuda mulher foi um entre 20 selecionados em todo o Brasil pelo Fundo Fale Sem Medo, do Fundo Elas em Parceria com a Avon Foto de Reprodução

O Ajuda Mulher, programa idealizado pela advogada Maria do Carmo Lopes Toffanetto Rossitto Bassetto em 2015 e que, inicialmente, buscava prestar aconselhamentos jurídicos às mulheres paraisenses, mas que pouco a pouco foi crescendo e hoje começará a oferece atendimento psicológico e socioassistencial às mulheres em situação de violência e também a promover campanhas educativas sobre a Lei Maria da Penha em empresas, fábricas e escolas, assim como sobre educação para a equidade de gênero na rede municipal de ensino, inaugurou na noite de sexta-feira, (28/6), sua sede própria.
A conquista só foi possível após o grupo participar de um edital do Fundo Fale sem Medo, do Fundo Ela em parceria com a empresa Avon, e obter recursos necessários para que o grupo pudesse montar sua sede e oferecer maior conforto em seus atendimentos. Conforme a presidente do Ajuda Mulher, Cristiane Bindewald, antes o grupo emprestava salas para poder oferecer atendimentos e percebeu a necessidade de correr atrás de recursos para conseguir o seu próprio espaço.
"Nos últimos anos, vínhamos contando com apoio de parceiros que cediam espaços para os atendimentos, entre eles a OAB em Paraíso, a Secretaria de Desenvolvimento Social e outros parceiros. Sempre que buscávamos realizar os mutirões de atendimento, procurávamos esses parceiros que nos sediam o local. A partir do momento que foi identificado a necessidade de encaminhamento dessa mulher para  um psicólogo, por exemplo, percebemos o quanto era fundamental obtermos um espaço próprio", destaca Cristiane.
Fundado em 2000, o Fundo Ela é o único fundo brasileiro de investimento social voltado exclusivamente para a promoção do protagonismo das mulheres e defende que investir nas mulheres é o caminho mais rápido para o desenvolvimento de um país. "Em fevereiro conseguimos ganhar esse edital  e assim obter recurso para dar vida ao sonho de obter uma sede própria e agora poderemos trabalhar de forma mais profissional para melhor atender as mulheres no nosso município", completa a presidente do Ajuda Mulher.
O projeto Ajuda Mulher foi um entre 20 projetos selecionados, todos eles de cunho social. Neste 4º edital, lançado no dia 25 de novembro de 2017, Dia Internacional da Não-Violência contra a Mulher, o Fundo Elas buscou investir ao todo R$ 1,3 milhão, visando o fim das violências contra as mulheres. Entre os projetos, foram selecionados proposta de Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Roraima e São Paulo.