COLÉGIO GALILEU

Colégio Galileu recebe o professor Dr. Antonio Carlos Caruso Ronca

Ex- presidente do Conselho Nacional de Educação
Por: Redação | Categoria: Educação | 10-07-2018 22:07 | 1488
Professor Dr. Antonio Carlos Caruso Ronca,  graduado em  Pedagogia pela Faculdade de Filosofia Nossa Senhora Medianeira
Professor Dr. Antonio Carlos Caruso Ronca, graduado em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia Nossa Senhora Medianeira Foto de Reprodução

O professor Antonio Carlos Caruso Ronca, ex-presidente do Conselho Nacional de Educação esteve sábado (7/7) em São Sebastião do Paraíso para uma palestra no Colégio Galileu. O evento teve início às 9h para uma plateia composta pela diretoria, coordenação, professores e funcionários do Colégio, além de convidados.
A iniciativa de vir a São Sebastião do Paraíso partiu do próprio palestrante, diante da repercussão da nota 1.000 na redação do ENEM/2017, mérito do ex-aluno do Colégio Galileu, João Pedro Fidelis Belluzzo. O professor Ronca está analisando as 53 redações que obtiveram nota máxima no ENEM/2017 e deve divulgar em breve os resultados desse estudo.
Juntamente com sua esposa, professora Vera de Faria Caruso Ronca, deu-se início à palestra sobre o tema “Como a aprendizagem de conceitos pode ser significativa?”. Durante duas horas o professor discorreu sobre o tema, levando aos presentes inspiradoras reflexões sobre como os professores podem facilitar a aprendizagem significativa para o aluno. Segundo ele a quantidade, a clareza e a organização do conhecimento presente no aluno é a principal variável a ser considerada por professores e educadores.
Considerando que a estrutura cognitiva é, hierarquicamente, organizada, deve-se partir de conceitos e proposições mais inclusivas, daí a necessidade de se investigar o que o aluno sabe e ensiná-lo de forma consequente. Acrescentou ainda, ser fundamental que o professor, ao preparar sua aula, questione-se, “o que é essencial para que o meu aluno entenda esse novo conceito?”. 
A palestra foi encerrada com a leitura do poema “Mãos dadas” do poeta  Carlos Drummond de Andrade. O texto ilustrou a fala do  professor sobre a necessidade de um olhar mais atento aos alunos que apresentam mais dificuldades na aprendizagem. Segundo ele, o trabalho pedagógico com o aluno tido como bom, torna-se fácil, porém difícil é encontrar caminhos no ensino – aprendizagem daqueles que não possuem, por motivos diversos, a mesma facilidade.