QUÉNIA

Agricultores do Quênia visitam Paraíso

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Agricultura | 05-04-2017 10:58 | 2293
Quenianos visitaram lavouras de café do Sul de Minas
Quenianos visitaram lavouras de café do Sul de Minas Foto de Reprodução

Uma comitiva de agricultores quenianos está em visita de intercâmbio no Brasil para conhecer a tecnologia brasileira no cultivo de várias culturas. O grupo chegou segunda-feira (3/4), a São Sebastião do Paraíso onde foi recepcionada pela equipe da empresa Via Verde Consultoria, que acompanha o trabalho de integração e as visitas técnicas realizadas no município e na região. Conforme o agrônomo e sócio da empresa Murilo Bettarello, “é importante compartilhar as boas práticas e promover a troca de experiências entre os produtores dos dois países”, comenta. 
O grupo está no Brasil há cerca de duas semanas para uma visita de conhecimentos sobre a cultura regional. Tem participado de várias atividades como a 6ª FEMEC (Feira do Agronegócio do Estado de Minas Gerais), realizada em Uberlândia. O evento realizado no período de 22 a 25 de março movimentou um receita de R$ 219 milhões e reuniu público superior a 52 mil pessoas. “Eles passaram por esta feira onde participaram de um congresso e também visitaram lavouras de café do cerrado, na Serra do Salitre em Araxá  e na Alta Mogiana, de Franca, Altinópolis e Santo Antônio da Alegria (SP)”, descreve Murilo.
O grupo chegou a Paraíso no final da tarde de segunda-feira (3/4). “Eles vieram conhecer o que a gente consegue fazer de bom aqui com a nossa agricultura que é referência para eles. Havia a curiosidade de como a gente consegue ajudar os produtores e o que estamos fazendo é mostrar algumas práticas de manejo como a irrigação e a mecanização que aqui no Brasil é bastante avançada”, explica Murilo. 
O agrônomo e consultor citou que o manejo do mato e do solo é muito importante aos quenianos. “Eles se interessaram muito sobre a maneira como a gente enriquece o solo com matéria orgânica e ficaram impressionados. Conseguimos mostrar um pouco da cafeicultura brasileira e do excelente trabalho que os nossos produtores de café fazem aqui no Brasil”, comenta Murilo.



 



Na passagem por Paraíso ontem a comitiva visitou o depósito de café e as instalações da empresa Peneira Alta Armazéns Gerais. Em seguida o grupo foi conhecer a produção de verduras pelo sistema de hidroponia, na Fazenda Campo Alegre, onde o engenheiro agrônomo e empreendedor Mauro Westin e sua esposa Rosimar Gonçalves Westin, cultivam os produtos da marca “Folha Bela”. A propriedade também recebe assistência técnica da Via Verde. 



 



Para Murilo esta troca de experiência é muito importante e agrega valor aos conhecimentos adquiridos sobre a cultura desenvolvida em diferentes países. “É interessante este intercâmbio por nos permitir prestarmos nossa consultoria para pessoas de outras culturas e ao mesmo tempo aprendermos com eles que vêm aqui, abrindo portas para que também nós possamos ir conhecer o trabalho que é feito em outros países”, afirma Murilo. Ele ressalta que as boas práticas devem ser compartilhadas possibilitando boas práticas de manejo, além de aumento de qualidade e de produtividade, completa.
INTERCÂMBIO
Em julho de 2010, o Brasil e o assinaram vários acordos de cooperação bilateral, incluindo um em tecnologia de bio-combustível, agricultura, indústria, energia, exploração dos recursos naturais e habitação. Os acordos também implicaram na cooperação em energia, comércio e promoção do investimento e cooperação entre os Institutos de Serviços Externos do Quênia e do Brasil.
Delegações quenianas tem visitado o país com frequência nos últimos anos para entender como o Brasil conseguiu avançar na integração de suas políticas e programas sociais. As visitas técnicas ocorrem nas áreas de nutrição, combate à fome, renda mínima, alimentação escolar e fomento à agricultura familiar. As comitivas têm percorrido diferentes regiões brasileiras conhecendo projetos relacionados a alimentação escolar e fomento à agricultura familiar entre outros.

Grupo visitou as instalações da empresa e depósitos de café da Peneira Alta