ARANTES

Deputado Arantes alerta aobre a falta de água no Lago de Furnas

Por: Redação | Categoria: Política | 04-04-2017 08:04 | 1080
Foto de Reprodução

O deputado Antonio Carlos Arantes (PSDB) voltou a alertar sobre o perigo que o Estado - principalmente as regiões Sul e Sudoeste - correm com o baixo nível de água no Lago de Furnas. O alerta foi feito durante discurso para uma plateia formada por prefeitos, vereadores e lideranças que formam a Associação dos Municípios do Lago de Furnas (Alago), da qual participou o deputado federal Carlos Melles. A reunião comemorou os 24 anos da associação, na sexta feira, 31 de março, em Capitólio.
Arantes constatou que o nível da água no lago vem baixando dia após dia. Preocupado, enviou ofícios questionando a empresa Furnas Centrais Elétricas e também órgãos federais, como a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Ainda sem uma resposta oficial, o deputado Arantes acredita que estão usando as águas do lago para gerar energia para o Nordeste do País: “Isso é um absurdo. Se nada for feito, no máximo até o mês de outubro viveremos outra crise como a ocorrida no início dos anos 2000, o que vai gerar mais um caos no setor”, afirmou.
Em seu discurso, Arantes falou ainda das ações desenvolvidas por ele na região. Lembrou que a MG-170 e a MG-050, que são importantes para os municípios da Alago, têm que receber atenção do governo. Sobre a MG-170, Arantes afirmou que não se pode esperar mais um ano pela rodovia: “Temos que lutar para que ela fique pronta este ano. Não podemos esperar, como quer o governo. A concessionária que cuida da MG-050 tem cerca de R$ 500 milhões para investir em estradas, mas o Governo Pimentel não decide o que vai fazer. Se ele não quiser manter a parceria com a concessionária, que a encerre, mas tem que parar de cobrar pedágio do povo. Tem gente morrendo nesta rodovia e o governo não faz nada”, denunciou. 
O deputado falou também sobre a ação do Ministério Público Federal (MPF) na região, que em breve deverá propor mais ações contra prefeituras e moradores. Para Antonio Carlos Arantes algo tem que ser feito antes que tudo fique inviabilizado. Outro assunto tratado por Arantes foi a necessidade do fortalecimento do turismo na região: “Somos o maior roteiro turístico do Estado e temos que preservar e até aumentar isso. O turismo gera emprego e renda e é o que o precisamos no momento”,
encerrou. 
(texto e foto: Ricardo de Oliveira)