ACISSP

SEBRAE e ACISSP realizam oficina “como ser microempreendedor individual na prática”

Por: João Oliveira | Categoria: Cidades | 08-05-2017 16:05 | 1044
Foto:

O Sebrae, em parceria com a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de São Sebastião do Paraíso (Acissp), irá promover no dia 9 terça-feira, uma oficina “como ser microempreendedor individual (MEI) na prática”, com o objetivo de sensibilizar o potencial empresário para os benefícios e deveres da formalização, assim como proporcionar aos participantes oportunidades de conhecerem, na prática, o preenchimento dos formulários, relatórios e declarações exigidos ao MEI.
A oficina terá duração de quatro horas e serão apenas 20 vagas disponibilizadas, sem custo nenhum a quem tiver interesse. Além disto, o intuito da oficina é apresentar e esclarecer aos potenciais empresários, com ideia de negócio ou com experiência de trabalho por conta própria, as principais obrigações e benefícios de se tornar MEI, entre elas recolhimento de impostos que garantam a esses micro-empresários benefícios como a aposentadoria.
Conforme o presidente da Acissp, Ailton Rocha de Sillos, a Associação tem chamado a atenção principalmente para o cumprimento da legislação, sobretudo na área trabalhista. “Se você não cumprir o seu papel, com a informática, você está sendo monitorado por tudo o que você faz. Se você não cumpre com a legislação você certamente será prejudicado. No que diz respeito à questão, quando mais pudermos fazer para informar o microempreendedor que estão chegando ao mercado, mais descente serão os trabalhos e serviços oferecidos por eles; hoje ninguém vive mais na ilegalidade”, completa o presidente da Acissp. 
PÚBLICO ALVO
A oficina é destinada a potenciais empresários interessados em se formalizar como microempreendedor individual (MEI) e que tenham passado, anteriormente, por atendimento do SEBRAE-MG ou aquele que já possui empresa MEI aberta e desconhece ou tenha dúvidas sobre deveres e obrigações. Durante a oficina os participantes têm oportunidades de compreender e praticar o preenchimento de notas fiscais, relatórios e declarações exigidos ao MEI. Também são trabalhadas as competências para a gestão de uma empresa, como planejamento e controles administrativos. Ao final da oficina, os empreendedores que desejarem sai com a sua empresa formalizada como MEI.
CONTEÚDO
Entre o conteúdo apresentado, será apresentado: o que é o Sebrae; papel do Sebrae no que se refere ao MEI; quem é o MEI; o que é preciso para ser um MEI; atividades permitidas e vetadas; custo de formalização; benefícios da formalização; obrigações do MEI; motivos que levam ao desenquadramento do MEI; como se tornar um MEI; processo de Registro do MEI; formalização como Microempreendedor Individual (MEI); prática de preenchimento dos documentos e procedimentos obrigatórios.
INSCRIÇÕES
As inscrições no para participar da oficina podem ser realizadas por meio do telefone 3531-2430 ou na própria sede a Acissp, na avenida Oliveira Rezende, 1350, Brás.
EMPRETEC
Também pensando na formação do empresário, acontece entre os dias 8 e 13 maio, das 8h às 18h, a semana do Empretec, um seminário que identifica, estimula e desenvolve o comportamento empreendedor, tendo como mote dinâmicas e práticas vivenciais que ajudam os participantes a aplicar os conhecimentos adquiridos. O Empretec, que é realizado em três etapas, sendo a primeira o preenchimento de um formulário e, posterior a isso, uma entrevista, selecionou um grupo distinto de 27 empresários de Paraíso, Itamogi, Jucuí e São Tomás de Aquino, que tiraram as melhores pontuações durante o processo seletivo.
Durante seis dias, os empretecos – como são chamados os participantes – envolvem-se em jogos, exercícios e debates que os motivam a ter visão empreendedora, e que ajudam a aperfeiçoar habilidades de negociação e de gestão empresarial, dando mais segurança às decisões tomadas, bem como melhor planejamento, ampliando as chances de sucesso.
A metodologia do Empretec foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e aplicada no Brasil pelo Sebrae. O seminário faz uma avaliação dos participantes baseada em 10 características: busca de oportunidades e iniciativa, persistência, comprometimento, exigência de qualidade e eficiência, busca de informações, estabelecimento de metas, planejamento e monitoramento sistemáticos, persuasão e rede de contatos e independência e autoconfiança.