PARQUE DA LAGOINHA

Vândalos continuam depredando o Parque da Lagoinha

Por: Sebastião Tadeu Ribeiro | Categoria: Cidades | 13-05-2017 08:05 | 2980
Foto: Nelson P. Duarte/Jornal do Sudoeste

Mais uma vez frequentadores do Parque Santa Paula Frassinetti (Lagoinha) procuraram o Jornal do Sudoeste para fazer justa reclamação. Por falta de segurança e efetivo de guardas municipais permanentes do anoitecer ao amanhecer em todos os 365 dias do ano, vândalos aproveitam a falta de vigias para danificar o patrimônio público municipal, que sem dúvida é um dos mais visitados por paraisenses e pessoas de outras localidades.
O parque da Lagoinha é propício para lazer, se desestressar, eleito pela população parai-sense como uma “das sete maravilhas do município”.
A reclamação é pela falta de guardas municipais forma permanente e policiais, porque ainda continua a presença frequente de vândalos e mal intencionados, principalmente à noite, naquele local, principalmente em finais de semana e feriados.
Como se pode observar pela foto, vândalos quebraram a pontapés um banco acento localizado em frente a uma padaria, na rua Pimenta de Pádua.
Com total razão e direito, frequentadores pedem para a administração municipal determine consertar e melhorar a iluminação dos globos que ficam localizados em frente para a rua Dr. Placidino Brigagão que estão apagadas, e colocar o mais breve possível, um posto policial e também a Guarda Municipal, aproveitando imóveis da prefeitura, já construídos, tanto no quiosque de frente para a rua Dr. Placidino, ou na Casa das Bombas, localizada bem ao meio do Parque.
As pinturas das grades das cercanias, a passarela, a cobertura sobre a passarela juntamente com a estrutura da passarela precisam ser refeitas, pintura geral.
A ilha está toda cheia de mato e com galhos secos de folhas de coqueiros, deixando a Lagoinha com um péssimo visual, parecendo abandonada, reclama um dos frequentadores.
A procedente reclamação é pela melhoria na segurança e conservação daquele espaço especial como área de lazer e prática de exercícios e também de pesca, diz um assíduo frequentador, ao ver o banco quebrado por vândalos, por falta de vigilância.