OLIMPÍADA DAS APAES

Apae de Paraíso é sede da 10ª Olimpíada das Apaes do Sudoeste

Por: João Oliveira | Categoria: Esporte | 29-05-2017 09:05 | 984
Foto de Reprodução

Aconteceu na sexta-feira (26/5), em São Sebastião do Paraíso, a 10ª Olimpíada das Apaes do Sudoeste I. O evento contou com mais de 200 alunos e reuniu Apaes de oito cidades da região, entre elas Pratápolis, Itaú de Minas, Passos, Alpinópolis, Carmo do Rio Claro, Piumhí, Capitólio, Guapé e São Roque de Minas, além de Paraíso, que sediou o evento. 
A abertura contou com apresentação do Tai Chi Chuan que é desenvolvido na Associação de Paraíso e recebeu muitos convidados, entre eles a vice-prefeita Dilma de Oliveira, o secretário de Esportes, Tomás Salviano Martins, o presidente da Apae em Paraíso, Alessandro Morandini, a autodefensora Sandra Teles Silva e, representando a família a mãe Márcia Aparecida da Silva, entre outros.
Para o diretor administrativo da Associação de Pais e Filhos dos Excepcionais de São Sebastião do Paraíso (Apae), Ademar Paschoalino, foi um honra receber às Apaes da região o evento. "É sem dúvida um marco para nossa cidade e para Apae de Paraíso sediar um evento desta categoria", destaca o diretor.
O aluno, que além de jogar futsal na posição de goleiro, o DJ Erick Moura, também se apresentou no evento; para Erick foi uma emoção muito grande participar dessa festa. A conselheira da regional Sudoeste I, Luzia Pontara, comenta que a Olimpíada é um compromisso de todos os presidentes do movimento apaiano para promover a inclusão social e para os atletas um momento de realização para mostrar suas habilidade e capacidades. 
"Para a equipe de profissionais, é um espaço para mostrar que o movimento, tem um peso muito grande e também uma maneira de mostrar a sociedade como se trabalha na diversidade e na diferença. Temos que agradecer muito a equipe da Apae de Paraíso, especialmente ao diretor da associação, Ademar Pachoalino e a todos os profissionais da instituição, porque o sucesso desse evento é graças ao compromisso que a Apae tem para com os usuários", ressalta.
A também conselheira e articuladora da regional Sudoeste I das Apaes, a professora de educação física em Guaranésia e Guaxupé, Mary Lucy D"Lorenzo Nardi, comenta que o momento da 10ª Olimpíada é de comemoração junto aos alunos, além de ser uma oportunidade para seguir na Olimpíada Estadual das Apaes, que acontece em novembro.
"É um oportunidade aos alunos apaeanos e atletas das Apaes do Sudoeste I mostrarem suas potencialidades dentro da modalidade. Para nós, é um momento de muita felicidade porque é uma oportunidade para seguir adiante na Olimpíada Estadual e não poderíamos deixar de organizar nosso próprio evento, que para nós é um motivo de muito orgulho", acrescenta.
As Olimpíadas da Apae acontecem desde 1973, e do evento que aconteceu em Paraíso, os alunos que mais se destacaram devem participar do evento mineiro e federal. Em Paraíso, foram oito associações da região que integraram o movimento no município. Conforme ressalta a psicóloga da instituição, Lucilaine de Pádua, o importante não é a competição em si, mas todo o poder de autonomia que o evento proporciona a esses jovens.
"Existe a importância do esporte, mas há também o desenvolvimento da autoestima dos alunos e o poder de decisão que eles têm em participar ou não do evento. Além disto, é bom destacar que o importante não é a competição, mas esses alunos ter a garantia de participação, a inclusão, a troca de experiência com os outros alunos e a união entre as Apaes, além de eles poderem viajar, fazer novos amigos, enfim, a inclusão social", completa a psicóloga.

apae - DJ Erick Moura, também se apresentou no evento