EXPOSIÇÃO

Parque da Gameleira receberá cerca de 800 equídeos para a 57ª Exposição Estadual Agropecuária

Minas Gerais possui o maior plantel nacional de equídeos e é berço das raças mangalarga marchador, campolina e jumento pêga
Por: Redação | Categoria: Entretenimento | 30-05-2017 08:05 | 1208
Foto de Divulgação/IMA

Os tradicionais julgamentos de equídeos na pista de grama do Parque da Gameleira, em Belo Horizonte, são uma das atrações da 57ª Exposição Estadual Agropecuária, que acontece entre 1º e 4 de junho.
Cerca de 800 dos melhores exemplares das raças árabe, campolina, jumento pêga, mangalarga marchador, pampa e pônei mostrarão a força e a representatividade econômica e de lazer desses animais. Minas Gerais possui o maior plantel nacional de equídeos, com cerca de 758 mil animais, e é berço das raças mangalarga marchador, campolina e jumento pêga.
A 57ª. Exposição Agropecuária contará com animais de Minas e, também, procedentes do Rio de Janeiro, Espírito Santo, São Paulo, Bahia, Paraná e Sergipe. Os julgamentos irão avaliar e premiar os melhores exemplares entre aqueles que mais se aproximam do padrão morfológico ideal de cada raça. Serão avaliados também o desempenho, a marcha e a apresentação com os cavaleiros na pista de grama.




ÁRABE
São 60 animais na pista de julgamentos. O presidente do Núcleo do Cavalo Árabe, Silvio Barbosa, destaca a novidade deste ano com a participação do juiz americano David Boggis, considerado o melhor apresentador de julgamentos da raça.
“Vários animais presentes na exposição estadual já correram o mundo. É uma raça que atrai investidores e compradores internacionais e que está em franca expansão no Brasil”. Ele informa a participação de exemplares campeões provenientes de planteis de Minas Gerais, Mato Grosso, São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. Entre as características desta raça estão o porte imponente e a resistência dos animais. 




CAMPOLINA
A presidente do Núcleo do Cavalo Campolina da Grande BH, Adriana Morais, diz que “a Exposição Estadual é a mais importante vitrine de divulgação da raça e funciona como um parâmetro para outras exposições do país que acontecem no decorrer do ano”.
Serão 150 animais que disputarão provas morfologia e marcha. Os exemplares virão dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Minas Gerais.
Adriana Morais informa que este ano terá o evento “Campolina Rosa”. “Trata-se de uma marcha das mulheres da associação em desfile na pista da Gameleira para estimular a participação feminina e de toda a família na equitação”, explica. O campolina é um animal dócil, versátil e de fácil adestramento. Essa marcha ocorrerá no sábado, 3 de junho, a partir das 11h. 




JUMENTO PÊGA
Cerca de 200 animais estarão na pista de julgamentos do Parque da Gameleira. O presidente da Associação Brasileira dos Criadores do Jumento Pêga (ABCJPêga) Márcio José de Campos argumenta que é “crescente a procura pelo animal, cuja raça é ideal para o cruzamento com diversos tipos de éguas para a produção de híbridos (burros e mulas). Estes animais têm forte potencial para trabalhos no campo como, por exemplo, a lida diária com o gado”, informa.
O evento vai comemorar o aniversário de 70 anos da ABCJPêga que, segundo ele, representa a força e a presença da raça nos diversos planteis existentes pelo  Brasil. Outra novidade será um shopping instalado especialmente em espaço que terá mais de 50 animais da raça à venda durante a programação do evento. O jumento pêga é uma raça rústica ideal para a lida no campo. 




PÔNEI
Serão cerca de 200 exemplares provenientes de fazendas de Minas Gerais, Bahia, Rio Grande do Norte, Aracaju, Rio Grande do Sul, São Paulo e Paraná. O presidente da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Pônei (ABCC Pô-nei), Fabrício Borges Santos, afirma que, “apesar da crise, o mercado está aquecido e a procura é constante por parte de criadores de todo o país”.
Ele está otimista com a participação no evento do Parque da Gameleira.  “A exposição é uma vitrine para os animais da raça procedentes de várias regiões, daí sua importância como oportunidade de divulgação do pônei e de estímulo para novos criadores”, diz.  O pônei é a raça ideal para a iniciação de crianças na equitação.




PAMPA
A gerente-geral da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Pampa, Adriana Correa, informa que serão 60 animais da raça que participação dos julgamentos, onde serão avaliados o andamento e a morfologia.
O padrão da raça se destaca pela pelagem, muito apreciada pelos criadores e pelo público nas exposições. “A Exposição Estadual é diversificada e se configura como um dos maiores eventos do país”, relata.




MANGALARGA-MARCHADOR
Serão 200 animais presentes na no evento, onde serão avaliadas as marchas picada e batida. Segundo o presidente do Núcleo Mangalarga do Marchador da Grande Belo Horizonte, José Márcio Januário, “o Parque da Gameleira é o berço das exposições agropecuárias, um ponto de encontro para fomento de negócios, divulgação e valorização da raça”.




REALIZAÇÃO
A exposição é uma realização do Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), em parceria com as instituições vincula-das Emater-MG e Epamig e com a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg).
Desde março o Parque da Gameleira vem passando por obras de revitalização, que devem ser finalizadas ainda neste mês para receber a exposição. Com recursos da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), na ordem de R$ 4,36 milhões, foram feitas pinturas de pavilhões e baias, construção de banheiros com acessibilidade para portadores de necessidades especiais e reconstrução de currais, dentre outras melhorias.
Serviço: 57ª Exposição Estadual Agropecuária – Entrada Gratuita
Data: 1º a 4 de junho – de 8h às 21h
Local: Parque de Exposição da Gameleira – Av. Amazonas, 6020 – BH