ACUSADOS

PC cumpre mandado e dois são presos acusados de homicídio em Paraíso

Por: João Oliveira | Editoria: policia | 11/06/2017 | Visualizações: 8730

Mulher se apresentou junto com a advogada na quarta-feira e foi encaminhada ao presídio local - Foto de Jornal do Sudoeste

A Polícia Civil em São Sebastião do Paraíso cumpriu na quarta-feira (7/6), mandado de prisão de Alessandra Carolina Pereira, acusada de participação no crime que culminou com o assassinato de Marcos Antônio Dias, conhecido como Nenê da Xica, em fevereiro deste ano. Alessandra estava foragida e se apresentou na delegacia. Também foi cumprido o mandado contra Ivo Félix de Assis, que teria sido o autor dos disparos que matou Marcos Dias.
De acordo com o delegado responsável pelo caso, Leandro Zucoloto, tratam-se de prisão preventiva contra os crimes de homicídio e formação de organização criminosa. Segundo o delegado, Alessandra nada alegou sobre o caso e Ivo, preso no último dia 2/6, disse que agiu em legítima defesa.
Sobre o caso que já vinha sendo investigado pelo delegado, já havia sido preso Ricardo Silva, conhecido como Tucano, que com outros indivíduos teria sido o responsável por convocar um "tribunal do crime" para resolver uma questão de envolvimento amoroso entre Marco, Alessandra e Ivo. Zucoloto explicou que dentro do "código de ética" desses criminosos, se algum criminoso tem um envolvimento amoroso com uma mulher e há o rompimento desta relação, eles não podem ter nenhum tipo de relação com membros do mundo do crime em um prazo de noventa dias e isso não foi respeitado.
O "tribunal do crime" teria determinado que se Alessandra ficasse com qualquer um deles, um teria autorização para matar o outro. Ainda, segundo o delegado, as investigações teriam apontado que Alessandra e Ivo teriam armado uma emboscada para executar o homem, que havia sido encontrado em estado avançando de decomposição em uma região de estrada rural que liga São Sebastião do Paraíso à Jacuí, no dia 16 de fevereiro.
"Ambos se apresentaram à Delegacia de Polícia Civil e prestaram declarações. Ivo disse somente que agiu em legítima defesa, já a mulher ficou em silêncio. Quase todos os envolvidos nesse crime estão presos, falta apenas o indivíduo conhecido como Jarão", completou o delegado Leandro Zucoloto.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897