CAFÉ

Audiência na Câmara vai debater cenários da política para o café”

Por: Redação | Editoria: agricultura | 30/06/2017 | Visualizações: 727

- Foto de

As Comissões de Agricultura, Finanças e Tributação, e Desenvolvimento, Indústria e Comércio, divulgaram convite para uma Audiência Pública conjunta denominada “Cenários da política brasileira para o café”, aprovada com a intenção de promover uma ampla discussão em torno das causas e efeitos da crise do setor cafeeiro nacional. O requerimento, de autoria do deputado Carlos Melles (DEM-MG), além do próprio autor – que preside a Frente Parlamentar do Café, foi assinado ainda pelo deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária; e pelo deputado Domingos Sávio (PSDB-MG), que preside a Frente Parlamentar do Cooperativismo. 
A audiência em Brasília está marcada para o dia 26 de agosto, às 10 horas da manhã, na Câmara dos Deputados, e estão sendo convidados para o debate parlamentares, governos, instituições do setor cafeeiro, dirigentes de cooperativas de café e sindicatos rurais, produtores e representantes dos diversos segmentos da sociedade.
“Nos últimos anos, o Brasil vem perdendo bilhões de dólares em exportações de café e o mais grave, empobrecendo milhares de pequenos e médios produtores, em cerca de 1800 municípios brasileiros que tem no café sua principal atividade econômica e por consequência social”, destaca Carlos Melles.
O deputado enfatiza que “apesar dos insistentes alertas e apelos públicos e das propostas reais para uma política efetiva para o café, o setor cafeeiro continua vivendo as sérias consequências de erros que se têm repetido ao longo de décadas, por erros e omissões do governo federal, responsável pela condução da política agrícola nacional. Já ultrapassamos todos os limites da paciência, mas ainda acreditamos no diálogo para desta vez conseguirmos uma solução efetiva”.
Por meio das mídias sociais, em diversos grupos criados para debater a questão da cafeicultura, é possível atestar a inconformidade dos produtores e lideranças com a ausência de uma política que ofereça respaldo ao setor, especialmente para o produtor, que é a base da cadeia café. 
“O Brasil precisa vencer a apatia e definir de uma vez por todas uma política à altura da realidade do setor.  Nos últimos ano criamos mecanismos, como o CDPC, mas a iniciativa, no entanto, se frustrou. Seja pela descontinuidade devido às sucessões ministeriais; seja por não ter maior independência e autonomia; seja por não ter gestão efetiva do Funcafé. No entanto, pode estar nesse mecanismo o início da solução para a questão do café. Precisamos discutir abertamente ainda a questão da representatividade do nosso café, se temos ou não temos uma defesa compromissada e sintonizada com o produtor”, pontua o presidente da Frente Parlamentar do Café. 
(Ascom deputado Carlos Melles)

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897