BRASÍLIA

Prefeitos debatem crise em Brasília

Por: Roberto Nogueira | Editoria: politica | 07/10/2017 | Visualizações: 153

Walker Américo participa de reunião promovida pela CNM para debater crise e reforçar pauta prioritária dos Municípios - Foto de Reprodução

Gestores municipais dos cinco Estados brasileiros participaram da reunião do Conselho Político Ampliada na terça-feira, 3 de outubro, na sede da CNM (Confederação Nacional de Municípios. O prefeito de São Sebastião do Paraíso, Walker Américo Oliveira participou do evento e defende uma maior participação do Governo Federal na ajuda aos municípios. Cerca de 400 prefeitos responderam ao convite da entidade e marcaram presença na mobilização para debater a crise enfrentada pelos Municípios e discutir as pautas prioritárias.
Cerca de 400 prefeitos reforçam o movimento que começou com prefeitos da Paraíba e tomou dimensão nacional diante do cenário e da pauta comum de Municípios de todo país. O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, coordenou a reunião e comentou sobre os objetivos do encontro. “Nossa pauta é mais política do que técnica e por isso precisamos cobrar também nossos parlamentares. E para isso, precisamos estar unidos mais que tudo. Temos que somar”, destacou o líder municipalista. 
Para o prefeito Walkinho que foi a Brasília participar do movimento a iniciativa visa reivindicar um apoio aos municípios. “Neste momento difícil o Governo Federal tem segurado alguns repasses, situação semelhante ocorre com o Estado”, observa. Ele mesmo conclui que esta situação tem prejudicado as prefeituras inclusive na quitação da folha de pagamento. “O intuito foi mostrar as dificuldades que estamos enfrentando e precisamos de um apoio mais efetivo do governo”, aponta. 
Segundo estimativas da CNM mais de 72% das prefeituras estão em dificuldades para pagar os salários de seus funcionários. Walker acrescenta que “é nos municípios, a ponta onde os gestores estão frente a frente com os cidadãos, com os contribuintes e com os problemas. Precisamos de uma sensibilidade e de uma ajuda maior para que saiamos deste sufoco o quanto antes”, completa. 
Somente em setembro o prefeito informa que o município paraisense deixou de receber pelo menos R$ 500 mil de repasses governamentais. “Isto prejudica bastante a Prefeitura no seu planejamento ainda mais em um governo que esta com um monte de dívidas e o principal foco neste momento é o servidor, além dos fornecedores, medicamentos que a gente precisa de comprar e nós precisamos de dinheiro em caixa. Com esta ausência de dinheiro prejudica a gestão e a nossa administração”, finaliza.
Sobre a atual e real situação dos Municípios, Ziulkoski falou que 60% dos gestores municipais, gastam mais do que 50% dos recursos financeiros das Prefeituras com folha de pagamento. “Precisamos achar uma solução”, sugeriu o presidente da CNM. No decorrer da reunião, o presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), José Patriota, pediu aos gestores que entrassem em contato com os deputados e senadores para conseguirem audiência com o presidente da República, Michel Temer. 
O líder municipalista e as consultoras de assistência social e saúde, Rosangela Ribeiro e Amanda Oliveira, apresentaram ainda alguns números acerca das perdas para os Municípios com os programas do governo federal para as duas áreas. “Há vinte anos que eu venho dizendo para vocês que os programas federais não se pagam, os Municípios sempre terão de dar uma contrapartida”, pontuou Ziulkoski. O presidente da CNM destacou ainda que uma das vontades do movimento é que os Municípios pudessem devolver os programas federais. “Se eu pudesse dar uma dica para vocês, eu diria; devolvam os programas federais para governo federal”.
Ao longo da reunião alguns parlamentares estiveram presentes e destacaram que no Congresso Nacional a maioria dos parlamentares é municipalista. 
Alguns prefeitos também se pronunciaram e reforçaram a importância da pauta municipalista e de estarem mobilizarem os poderes Executivo – no sentido de disponibilizarem auxílio financeiro aos Municípios – e o Legislativo aprovando e criando projetos e propostas que beneficiem o Ente municipal. A reunião do Conselho Político prosseguiu com a presença de deputados e senadores que devem ouvir os gestores municipais e apontar as ações e articulações que o Congresso Nacional para amenizar a crise enfrentada pelos Municípios.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897