CURTAS

CURTAS EDIÇÕES 2081

Por: Redação | Editoria: politica | 08/03/2017 | Visualizações: 122

- Foto de

DESMAZELO 
Um problema sério encontrado em rodovias em território mineiro, tanto estaduais quanto as federais, é a falta de zelo para se desviar águas pluviais que acabam formando bolsões nas pista, que acabam ocasionando consequências drásticas. Aquaplana-gens (aquela situação em que pneus de veículos perdem a aderência com a pista) por conta de poças d”água, causam seguidos desastres ceifando vidas humanas,  além de prejuízos materiais. 


DE QUEM?
Isto tem ocorrido com frequência na BR-491 em diversos pontos, principalmente próximo a São Sebastião do Paraíso, como ocorreu no final de semana. Mas a quem compete corrigir a lambança? O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), disse ao Jornal do Sudoeste que o trecho seria de responsabilidade do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER/MG). O DNIT justifica que a rodovia foi incorporada ao Estado e que, mesmo estando autorizado a investir nessas rodovias até junho de 2017, o DNIT não é o obrigado a fazê-lo. 


AGILIDADE
O presidente da Câmara Marcelo Morais, pediu um pouco mais de agilidade ao prefeito Walkinho na resolução de alguns assuntos. Segundo o líder do Legislativo a demora na resolução de certas questões que não dependem de recursos financeiros, pode até minar o bom relacionamento entre as partes, pelos desgastes da questão de que vários assuntos estão ficando apenas no campo da conversação. De acordo com o Legislativo conversa de mais não traz solução sendo necessário atitude e praticidade no solucionamento das questões, além da boa vontade que tem existido de parte a parte.


TRÂMITE NORMAL
Já o prefeito Walkinho disse bem entender a situação, pois foi vereador por dois mandatos e conhece bem a pressão e as reivindicações da população junto à Câmara. Para ele é natural que o vereador queira buscar soluções além das reivindicações são naturais neste caso. No entanto ele acrescenta que na Prefeitura existe uma certa burocracia, há um ordenamento dos fatos que muitas vezes impede que os processos andem na velocidade que se deseja e na forma que se anseia. 


RESÍDUOS
Pelo acordo celebrado entre Executivo e Legislativo funcionários públicos municipais que foram desvinculados da administração municipal deverão receber suas rescisões até R$ 2 mil na próxima semana. O ex-prefeito e o ex-vice-prefeito possuem resíduos salariais a receberem. Os valores oscilam entre R$ 112,00 a R$ 3 mil. Segundo consta vão aguardar na fila por mais um tempo, porque será priorizado o pagamento daqueles que são mais necessitados.


PRIORIDADE
Marcelo Morais deixou claro que o momento agora é de priorizar as pessoas que trabalharam na administração. Com os R$ 500 mil que foram devolvidos, poderiam ser gastos no prédio da Câmara, em investimentos como sistema de monitoramento com câmeras, ar condicionado, elevador e outras obras estruturais. Segundo estimativas a tendência é de que até o final do ano o volume a ser devolvido alcance a casa de R$ 2,5 milhões e muitas outras parcerias ainda deverão ser efetivadas.


SINALIZAÇÃO
Muitas pessoas estão preocupadas com a questão da falta de sinalização com o nome de ruas principalmente nos bairros novos da cidade que estão pipocando por toda a parte. Pelo que se sabe é que existem pelo menos quatro empresas querendo patrocinar a confecção de pelo menos 400 placas para que ninguém fique perdido. É uma questão de detalhe para que o assunto seja resolvido, uma vez que já existe projeto de lei que trata desta questão tramitando no Legislativo paraisense.


ANGOLA
Novas moradoras foram adquiridas pelo prefeito Walkinho e já estão habitando o Cemitério Municipal da Saudade. Trata-se de um pequeno grupo de galinhas angola que terão a incumbência de reduzir a população de escorpiões existentes no local e que vêm sendo motivo de reclamações dos moradores das imediações. Outra questão que precisa de solução imediata no campo santo são as águas pluviais que estão sendo lançadas a céu aberto na Rua Professor Correia Pinto e escorre pelas imediações. O assunto já foi pauta de ação do Ministério Público e o Município pode ainda ser penalizado. 


ARSAE
Uma equipe da Arsae, que terá desta vez na equipe um representante do setor financeiro estará em São Sebastião do Paraíso nesta quinta-feira,9. Fará visita técnica nas estações de tratamento de esgoto e posteriormente irá se reunir para avaliar o avanço das obras. Vereadores e membros da comissão já foram acionados. Desta feita serão dadas explicações sobre os valores cobrados e se há ou não possibilidade de reduzir o montante que é cobrado da população. Como é sabido uma parte da população está pagando pelo serviço e a outra não porque a cobertura até o final de 2016 não era de 100 por cento no município.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897