APC

Mulher, mulheres

Por: Fernando de Miranda Jorge | Editoria: entretenimento | 08/03/2017 | Visualizações: 164

- Foto de

O Dia da Mulher é, muitas vezes, marcado por presentes simbólicos, como flores, em especial rosas, poemas ou frases, cartas, bilhetes, telefonemas, jantares e, modernamente, postagens nas redes sociais. Mas este Dia dedicado às mulheres de todo o mundo é a celebração das conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres ao longo dos anos. 
O Dia Internacional da Mulher, ou Dia da Mulher, é comemorado em oito de Março, embora não seja considerado um feriado nacional. Deveria ser. Há tanto feriado por aí, muito menos importante. Ainda nos dias atuais, além do caráter festivo, o Dia da Mulher continua servindo como conscientização para evitar as desigualdades de gênero em todas as sociedades. Porém, antes de toda a valorização das discussões e ações em torno dos direitos iguais para todas as pessoas, o tema dos direitos e do respeito à Mulher aparece com muita força. 
A Mulher dispõe de muitas propriedades positivas a seu favor. Ela tem o poder da criação! Ela detém a força da maternidade, do alimento da criança, do amor incondicional. Neste Dia celebra-se também o grande bem que Deus deu à humanidade: a Mulher! Ela é forte, decidida e invencível – quando quer - pela sensibilidade, percepção e intuição. Só mesmo em poema, e de autoria desconhecida, homenageio o seu Dia, Mulher: “Mulheres serenas, promessas de nada. Mulheres de vento, de sopro divino, mulheres de sonho, mulheres sentido, mulheres da vida, melhor ter vivido... Mulheres de tempo, em que tudo do que havia fazia sentido, mulheres que eu vejo, no sol de Janeiro, mulheres saídas de potes de vidro, mulheres faceiras, as mais feiticeiras, melhor ter sorrido... Mulheres de tantos e tantos perigos, mulheres de vinho e de vã harmonia, mulheres convívio, mulheres no cio, as mais parideiras, melhor ter nascido... Mulheres que um dia deitaram comigo, mulheres tão lindas e de maior juízo, mulheres de danças, as tranças nos ombros, meus olhos caídos... Mulheres do dia e da noite, eternos, mulheres que lutam raízes na terra, mulheres que as feras, no meio da noite, não mais intimidam... Mulheres esperas no mar do abandono, mulheres teares, tecendo seu linho, mulheres tão loucas, seu beijo na boca, uma taça de vinho”. 
Viva a Mulher! E viva sempre! Estes vivas valem a pena! Mulher sabe o que é o amor: pelo romantismo, pela paciência, pela meiguice, pela sensualidade, pela elegância, pelo charme e pela beleza. 


FERNANDO DE MIRANDA JORGE
Acadêmico Correspondente da APC
Jacuí/MG
E-mail: fmjor31@gmail.com 

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897