APC

Quanta diferença faz um dia

Por: Fernando de Miranda Jorge | Editoria: acidente | 06/12/2017 | Visualizações: 1133

- Foto de Reprodução

Quero viver o meu dia e depois contá-lo para "alguém" à noite. Se pensarmos bem, é isto que acontece com as pessoas. Viver só por viver, não vale... Viver sozinho, guardando nossos segredos, é sem graça. É preciso dividir o tempo, o dia, o dia a dia e as diferenças. E com tanta diferença existente em um dia, apenas um dia faz e acontece muita coisa, alguém que exista para escutar... 
Nunca deixe de procurar o que não está lá, em um só dia. De chuva, de sol, de triste, de alegre, de bem com todo mundo ou, por que não, de mal também? Porque talvez melhore. Por que será que nós sempre procuramos o dia de sol? Nem sempre ele volta amanhã. Mas é preciso esperar por ele depois de amanhã, e depois, e depois... Um dia ele voltará a brilhar, mesmo se chover (chuva necessária) e em sua época! 
Quanta diferença faz num só dia: é o calor, é o frio, é o vento, é o céu azul (até demais), ou nublado. Prefiro o azul. É rindo ou chorando, mas está lá e, às vezes, num único dia. Eis as diferenças... 
É o humor, o bom e o mau. Se chorarmos lágrimas de verdade, já será um bom jeito de chegar a um lugar. Num só dia aprendemos com o outro ou outra, escutando-o (a) no que ele (a) tem de bom, de melhor que nós. Você consegue ou já fez alguma avaliação do que faz com o seu dia hoje? Amanhã será outro dia! Para reflexão do dia: Para quantas pessoas você faz a diferença?


FERNANDO DE MIRANDA JORGE
Acadêmico Correspondente da APC
Jacuí/MG
fmjor31@gmail.com 

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897