PRESÍDIO

Ex-diretor do presídio em Paraíso é preso por suspeita de vários crimes

Entre as acusações está denunciação caluniosa, corrupção, tráfico de drogas e fraude processual

Por: João Oliveira | Editoria: policia | 04/01/2018 | Visualizações: 2630

- Foto de Reprodução

O ex-diretor geral da Unidade Prisional de São Sebastião do Paraíso, Rodrigues Junqueira, foi preso na manhã desta quinta-feira (4/1), após cumprimento de mandado judicial. Junqueira foi indiciado pela prática de denunciação caluniosa, corrupção, tráfico de drogas e fraude processual e teve mandado de prisão temporário expedido pela justiça e deve ser cumprido em uma penitenciária em Belo Horizonte.
De acordo com o delegado responsável pelo caso, Tiago Bordini, a prisão foi desdobramento da apuração de acusações a uma servidora que estaria facilitando a entrada de drogas dentro do presídio. O caso foi registrado em setembro de 2017.
“Restou apurar nos autos a autorização irregular de visita íntima de uma menor a seu parceiro pelo até então diretor do presídio. Foi localizado por agentes penitenciários, após os fatos, nos armários do então diretor geral a caixa do aparelho celular localizado nos pertences da servidora acusada”, informou o delegado.
Diante das novas provas, o delegado conta que as investigações levaram a informação de que o aparelho teria sido comprado em uma loja em Paraíso e entregue em uma sorveteria próximo ao presídio, onde Junqueira teria ido buscar posteriormente.
“Tudo isso culminou para a conclusão do inquérito policial e consequentemente indiciamento do então diretor geral do Presídio, o Rodrigues, pelos crimes de denunciação caluniosa, corrupção, tráfico de drogas e fraude processual”, ressalta o delegado.
De acordo com o delegado, as imagens do sistema interno de segurança foram manipuladas e as imagens dos momentos anteriores à localização da droga nos pertences da servidora foram apagadas. O delegado informou ainda que foi apurado o envolvimento da ex-diretora adjunta na manipulação das imagens, motivo pelo qual foi indiciada pelo crime de fraude processual e coação no curso do processo, já que teria coagido uma testemunha que prestou depoimento.
Também foram indiciados o preso envolvido na visita intima irregular e sua parceira, por corrupção. Além do indiciamento, foi também pedido a prisão preventiva de todos os envolvidos, mas apenas Rodrigues teve mandado de prisão temporária acatado pela justiça. O suspeitofoi ouvido e apresentou sua versão dos fatos e negou qualquer envolvimento nesses crimes.
Pela manhã, homens da Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), conduziram Rodrigues Junqueira até a delegacia aonde ele foi ouvido. A reportagem do Jornal do Sudoeste esteve no local, o ex-diretor do presídio, que estava abatido pela situação, preferiu não gravar entrevista.

 

 

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897