AGRONEGÓCIOS

Paraíso tem balança comercial do ano passado inferior a 2016

Por: Roberto Nogueira | Editoria: agricultura | 20/01/2018 | Visualizações: 4373

Município paraisense ainda tem no café principal fonte de produto tipo exportação - Foto de Divulgação

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) divulgou os dados da balança comercial de 2017. O Brasil e Minas Gerais apresentaram saldo positivos, sendo que o país teve recorde de US$ 67 bilhões nos negócios internacionais. O Estado também teve um crescimento de 15,5% na comercialização de produtos com outros países. Já o município de São Sebastião do Paraíso apresentou no ano passado um volume menor de vendas ao exterior, em relação a 2016. 
Com o saldo comercial recorde atingido pelo Brasil, de US$ 67 bilhões, em 2017 o resultado foi apontado como o primeiro crescimento das exportações brasileiras depois de cinco anos e das importações em três anos. As vendas externas do país totalizaram US$ 217,746 bilhões, no ano passado. Quanto as importações, elas somaram US$ 150,745 bilhões e houve um acréscimo em relação a 2016 de 10,5%, pela média, sobre o mesmo período anterior (US$ 137,552 bilhões).
Já em Minas gerais as exportações de 2017 cresceram 15,6% em relação a 2016. O saldo da balança comercial mineira fechou o ano passado com indicador positivo em 18 bilhões de dólares. Segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, as vendas externas no Estado continuam concentradas em como-dities minerais e agrícolas. Minas tem cerca de 63% dos embarques ligados a minério, café, ferro, cana-de-açúcar, soja e outro como principais itens.
No caso do café, Minas Gerais exportou no ano passado -6,5% em comparação com 2016. Com isso as remessas do grão ao exterior rendera, US$3,437 bilhões, contra US$3,519 bilhões do período anterior, com queda de 2,3%.  Em todo ano de 2017, o Estado exportou produtos do agronegócio para 178 parceiros comerciais.


PARAÍSO
Na comparação entre 2016 e 2017 da balança comercial do município paraisense os dados do Ministério da Indústria e Comércio apontam que as exportações foram menores e as importações maiores ano passado. Com isso o saldo ficou inferior no ano passado. As vendas ao exterior dos últimos 12 meses totalizaram US$ 21.051.668,00, enquanto que as compras totalizaram US$ 11.497.526,00, com resultado de US$ 9.554.142, 00.  Em 2016 as exportações somaram US$ 24.005.723,00, as importações US$8.118.999,00, com saldo de US$ 15.886.724,00. 
Ainda de 2017 os principais destinos dos produtos parai-senses exportados foram os Estados Unidos (17,14%), Taiwan/Formosa (13,66%), Itália (11,96%), e Luxemburgo (9,58%). A lista completa possui uma relação de 30 países. Se considerados por blocos econômicos a União Europeia, Ásia (Oriente Médio), a Associação Latino Americana de Integração (Aladi) formam a rota dos produtos locais levados ao exterior.
Da lista dos principais produtos paraisenses exportados aparecem o café (39,90%), artigos farmacêuticos (22, 51%), calçados (17,97%), couros e peles (13,75%), obras de tripa (3,71) entre outros. A relação completa compreende 16 itens. Em 2017 estes produtos representaram o volume de US$21.051.668,00 enquanto que em 2016, totalizou US$ 24.005.723,00. 
Quanto à importação a maioria das aquisições vieram da Argentina (17,37%), Japão (14,53%), Índia (13,58%), China (12,61%) e Estados Unidos (13,36%). Por bloco as aquisições foram feitas principalmente na Ásia (46,51%), Aladi (22,43%), União Europeia (17,20%) e países sem agrupamento (13,36%).
Da relação dos principais produtos importados constam instrumentos e aparelhos médicos (43,85%), produtos hortícolas (18,74%), artigos farmacêuticos (9,11%), máquinas de lavar louça e café (7,09%). A lista completa possui 40 produtos relacionados. Em termos de valores em 2017, as importações somaram US$11.496.090,00, enquanto que em 2016, totalizaram US$7.989.076,00. Em relação a volume foram 3.850.517 quilos ano passado e 3.640.533,00 quilos em 2016. Levantamento do MIDC traz ainda dados referentes a bens de consumos duráveis, não duráveis e intermediários. 
O Jornal do Sudoeste apurou que em 2.000 o saldo da balança comercial de Paraíso foi de US$ 41.325.757 e depois passou para US$ 44.649662,00 em 2007. No ano de 2010, um recorde de US$ 59.072.368,00. As exportações atingiram o pico em 2010, com volume de US$ 66.857.239,00 e as importações tiveram auge em 2015, com US$ 10.959.360,00.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897