ALIMENTAÇÃO

Prefeito estende auxílio alimentação para servidores afastados por motivos de saúde

Item fazia parte da pauta de reivindicação do Sempre, mas sindicato ainda luta por lei para renegociação do valor

Por: João Oliveira | Editoria: cidades | 05/03/2018 | Visualizações: 2075

Prefeito oferece reajuste salarial de 3% ao funcionalismo público e 2,41% para o auxílio alimentação a partir deste mês - Foto de Denis Menezes

Em reunião na quarta-feira (28/2) entre representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sempre), e o prefeito Walker Américo Oliveira, para apresentar contra-proposta deliberada em assembleia dos servidores, Walkinho acatou parte do que havia sido apresentado pela categoria, como o reajuste de 3% para cobrir a inflação do período, e atendeu também a uma reivindicação que há anos vinha sendo motivo de luta pelo sindicato: estendeu o auxílio-alimentação para servidores afastados por motivos de saúde.
De acordo com a presidente do Sindicato, Maria Rejane Tenório, o atendimento a este item foi motivo de felicidade para a categoria, uma vez que nenhum outro gestor teria considerado a proposta. “Há anos vínhamos pedindo isto. É um valor pequeno, mas que ajuda muito e no momento que o servidos mais precisava era suspenso. Já está em andamento e tanto os servidores da ativa quanto contratados já estão recebendo durante o período que estão afastado por motivo de saúde. É uma conquista, o Walker foi ousado e topou essa solicitação”, destaca.
Em contrapartida, o prefeito não atendeu o anseio da categoria em alterar lei para que o valor do auxílio-alimentação possa ser negociado entre Sindicato e Executivo. Conforme Rejane, esse valor não computa dentro da folha de pagamento e o Sindicato entende que poderia ser mudado a lei para que o valor pudesse ser de livre negociação.  
“Infelizmente não foi acatado, será mantido o que a lei determina, a correção pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que deu 2,41%. Falando em números, isso corresponderia a R$ 3,84 mediante ao valor do vale, que é de R$159,61 passa a ser R$ 163,45. Eu acho isso triste, porque o servidor  merece mais e esta crise que tanto se fala não foi provocada por nós”, lamenta a servidora.
O prefeito Walker Américo explicou que isso não seria possível no momento, tendo em vista a situação financeira do município. “O Sindicato tinha pedido o aumento de R$80 no auxilio, e a Prefeitura não tem condições de fazer isto porque causaria um impacto de mais R$3 milhões somado ao aumento de 3% da folha de pagamento. Então, minha proposta rejustar a folha em 3% e o auxílio alimentação de acordo com o índice IPCN e numa próxima oportunidade poderemos voltar a discutir isto. Mas já conseguimos muitos avanços para o servidores como a folga no dia aniversário e aumento da alíquota patronal”, completa o prefeito.
Nesta terça-feira (6/3), o Sempre realizará assembleia para levar a contrapartida do Executivo aos servidores. “Iremos levar o resultado da reunião ao servidor e é ele que terá a palavra final. Diante dos números nós não temos pressa para negociar, porque esses reajustes serão muito insignificantes. Os demais itens da pauta, seguem a ser discutidos durante as agendas positivas”, acrescenta Rejane, que diz ainda que a mudança da data base para janeiro também é um luta do Sempre.
Rejane destaca ainda que o salário dos servidores está há anos em defasagem, mas que a promoção de carreira, um dos itens da pauta que o Sindicato e servidores não abrem mão, está sendo estudada pelo Executivo. “Estava em andamento o estudo por parte de duas comissões, uma da Guarda Municipal e outra da Educação, que já foram finalizados, e a geral, que pega a maior parte dos servidores ainda está em andamento. Essa é uma perspectiva que não abrimos mão e estaremos acompanhando”, afirma.
Segundo a presidente do Sindicato, umas das garantias que o prefeito deu para que isso transcorra na tranquilidade e que deve dar fôlego a Prefeitura são cortes para gerar economia e contribuir para o pagamento em dia do salário dos servidores. “Estaremos acompanhando as ações de fato do que ele estará fazendo para gerar economia e durante as nossas reuniões da agenda positiva não iremos abrir mão de pedir a promoção de carreira e alteração da lei para que o vale-alimentação passe a ser de livre negociação”, ressalta.
Rejane ainda chama a atenção dos servidores para participar deste processo de diálogo com o Executivo a fim de garantir avanços para a categoria. “Fazemos esse apelo aos servidores para que eles saiam deste estado de inércia e procurem se envolverem mais, não somente quando o Sindicato chamar, mas também a Câmara e Prefeitura, é importante a presença do servidor para que ele tenha acesso à informações e tirem suas próprias conclusões”, completa a presidente do Sempre.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897