ZANIN

“Não serei protagonista” afirma Mauro Zanin sobre as eleições

Por: Roberto Nogueira | Editoria: politica | 24/03/2018 | Visualizações: 1417

- Foto de Reprodução

O ex-prefeito de São Sebastião do Paraíso, Mauro Lúcio da Cunha Zanin, que em entrevista ao Jornal do Sudoeste, há um mês declarou não descartar a possibilidade de se candidatar a um cargo eletivo, agora, em manifestação nas redes sociais praticamente anunciou ter desistido de concorrer. “Não serei protagonista (candidato) para a renovação política brasileira em 2018” é o título de um texto por ele divulgado meados da semana. Ainda assim ao final de suas declarações  ele deixa entender que ainda não jogou a toalha, mas apresenta alguns argumentos justificando seu posicionamento. 
A postagem de Zanin foi publicada na noite de quarta-feira, 21. O texto tem o tom de justificativa onde o ex-prefeito inicia falando de valores e princípios. “Tenho certeza que a mudança inicia em nós. Meus valores, comportamento e atitudes são a manifestação de minha contribuição para o meio em que vivo. A percepção e mensuração desta contribuição depende do olhar externo, das pessoas (família, amigos, trabalho, meio social)”, descreve. 
Embora não se refira a algum fato específico, Mauro Zanin demonstra decepção com as mudanças políticas, alguma delas repentinas. “Fico um pouco assustado com o aparecimento de verdades absolutas, salvadores da pátria, lideranças que acreditam que o ‘estado da coisa’ é fruto apenas de seu trabalho”, comenta. Ele relata momentos e passagens do que viveu na política, numa espécie de reflexão. “Confesso que já fui mais otimista e entusiasta, talvez pela jovialidade no momento em que tive participação como agente político”, cita relembrando quando foi secretário e prefeito de Paraíso por dois mandatos.  
Também foi feita menção ao “denuncismo como forma de competição política, e por acreditar sobremaneira nas instituições de controle social (Ministério Público e Poder Judiciário). Aprendi que o meio realmente afasta o cidadão de bem”, aponta.
Ao final ainda de forma dúbia Mauro faz ponderações sobre suas pretensões. “Não quero fazer do texto uma manifestação de desistência do propósito, mas sim fortalecer valores, policiar atitudes e contribuir com o que posso no momento, meu trabalho”, completa.  
Se há um mês ele dizia que uma candidatura própria ainda era incerta, passado este período o ex-prefeito continua sem saber quais caminhos tomar. Confira a íntegra do texto por ele escrito no box em anexo. 

“Não serei protagonista (candidato) para a renovação política brasileira em 2018”
Tenho certeza que a mudança inicia em nós. Meus valores, comportamento e atitudes são a manifestação de minha contribuição para o meio em que vivo. A percepção e mensuração desta contribuição depende do olhar externo, das pessoas (família, amigos, trabalho, meio social). 
Mantenho a conexão com a construção de um mundo melhor, busco não apagar a chama acesa e a fé na evolução dos seres e do nosso planeta. O que tenho aprendido, mesmo sendo impulsivo, é que mudança social é um processo de amadurecimento coletivo. Hoje não tenho mais a pretensão de “realizar a mudança”.
Fico um pouco assustado com o aparecimento de verdades absolutas, salvadores da pátria, lideranças que acreditam que o “estado da coisa” é fruto apenas de seu trabalho, etc. Também com os que acreditam que o novo cai do céu, ou é responsabilidade do outro. Acho que verdadeiramente vivemos a transição, onde as extremidades ficam evidentes. 
Confesso que já fui mais otimista e entusiasta, talvez pela jovialidade no momento em que tive participação como agente político (Secretário Municipal e Prefeito em nosso Município). Também pelo denuncismo como forma de competição política, e por acreditar sobremaneira nas instituições de controle social (Ministério Público e Poder Judiciário). Aprendi que o meio realmente afasta o cidadão de bem.
Meu trabalho hoje, apoiando política e gestão pública em municípios por todo o Brasil, me capacita e aumenta a percepção da realidade brasileira. Tenho a oportunidade de contribuir com meus conhecimentos, continuar aprendendo e ser remunerado pelo meu trabalho. 
Conheço na pele a hostilidade do ambiente político para os que querem contribuir mais ativamente com o processo de mudança. Permanecer altivo, equilibrado como agente da mudança, mantendo valores e atitudes, acredito ser para poucos. Acho ser o motivo que boa parte sucumbe, entram com o ideal forte e aos poucos são absorvidos na competição pela sobrevivência.
Não quero fazer do texto uma manifestação de desistência do propósito, mas sim fortalecer valores, policiar atitudes e contribuir com o que posso no momento, meu trabalho. 
Mauro Zanin

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897