CAMPANHA

Como preparar a fazenda para a campanha de vacinação

Por: Roberto Nogueira | Editoria: saude | 03/05/2018 | Visualizações: 3760

- Foto de Reprodução

O período de vacinação do rebanho é considerado crítico por muitos produtores. Mas, como preparar a fazenda para que a imunização ocorra de forma efetiva e sem causar prejuízos? 
De acordo com médico-veterinário Renato dos Santos, consultor de manejo racional da Beckhauser, é necessário planejar a vacinação com antecedência. Uma das primeiras medidas a serem tomadas é revisar as instalações do curral para o manejo da vacinação.
Segundo o especialista, o produtor deve fazer uma revisão completa no local onde será feita a vacinação. “O ideal é percorrer o caminho por onde passam os animais, verificando onde podem lesionar-se com pregos salientes, pedras, buracos, pontas de tábuas, arames, vidros, agulhas ou aspectos que dificultem sua condução, como sombras e objetos no caminho Esses problemas devem ser corrigidos imediatamente. 
Manter o piso limpo e seco também é uma medida simples que diminui bastante os riscos de acidentes”, orienta Renato.
Outra recomendação é que as porteiras também sejam verificadas se estão abrindo e fechando com facilidade, além de fazer uma boa revisão nos equipamentos de contenção para que a vacinação ocorra de forma eficiente. A contenção deve estar limpa, lubrificada e com todas as peças funcionando corretamente. “Muitas vezes, o produtor faz tudo certo com relação aos medicamentos, conservação, higiene, treinamento da equipe, porém se esquece de olhar como está sua infraestrutura, que é um fator determinante para o rendimento do trabalho. A preparação das instalações resultará em maior agilidade, menor risco de acidentes para o pessoal e para os animais e maior eficiência do processo”, garante o médico-veterinário. 


PREPARAR EQUIPE É FUNDAMENTAL
Ter uma equipe de trabalho afinada é fundamental para o bom resultado do manejo e a postura dos vaqueiros influencia no comportamento dos lotes. “É importante a equipe entender que o manejo feito com calma é mais produtivo e que o planejamento também ajuda muito a fazer o trabalho render mais, ser mais tranquilo, menos cansativo e mais seguro”, ressalta Santos.
O veterinário orienta reunir com antecedência os responsáveis pelo trabalho, determinando tarefas a partir dos seguintes questionamentos: Que vacinas serão aplicadas? Quando? Quais animais serão vacinados? Onde a vacinação será realizada? Quem fará? Como a vacina será aplicada, segundo os padrões de Boas Práticas de Manejo?
“A vacinação é encarada de forma negativa por muita gente porque interfere na rotina do manejo e pelas consequências que uma aplicação mal feita pode causar no rebanho. Porém, com a aplicação dos conceitos de manejo racional é possível obter benefícios econômicos diretos, diminuir perda de doses e danificar menos equipamentos”, finaliza. 
(por Mariane Belasco)

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897