POLE POSITION

A campeã voltou?

Por: Sérgio Magalhães | Editoria: esporte | 19/05/2018 | Visualizações: 1590

Desta vez os pneus foram os vilões da Ferrari na Espanha - Foto de Reuters

A vitória esmagadora de Lewis Hamilton no GP da Espanha colocou uma pulga atrás da orelha dos homens da Ferrari e dos fãs da Fórmula 1. O inglês fez a pole position – a 74ª da carreira e 2ª do ano – e não deu chances pra ninguém na corrida, cruzando a linha de chegada com preocupantes 20s593 para o companheiro de equipe, Valtteri Bottas, que largou e terminou em 2º, fazendo a dobradinha da Mercedes; 26s873 para o 3º, Max Verstappen, e 27s584 para Sebastian Vettel que foi apenas o 4º colocado e ainda precisou fazer dois pit stops para não ficar sem pneus nas voltas finais. Apenas ele entre os oito primeiros precisou fazer duas paradas de box.
O bom comportamento do modelo SF71H da Ferrari com os pneus, principalmente os mais macios da Pirelli, desta vez não funcionou para a escuderia no novo asfalto do Circuito da Catalunha. Por outro lado, a Mercedes que sofreu nas quatro primeiras corridas com a temperatura ideal de funcionamento dos pneus, ora não aqueciam, ora superaqueciam, acabou sobrando na corrida de domingo.
Para tudo tem uma explicação, e para o GP da Espanha a Pirelli decidiu alterar a estrutura dos pneus, diminuindo a espessura da banda de rodagem – parte de fica em contato com o asfalto – em 0,4 milímetros para diminuir o superaquecimento. Esta mesma configuração será usada também nos GPs da França e da Inglaterra pelas características dos circuitos de Paul Ricard e Silverstone com curvas velozes e de raios longos, como o de Barcelona.
A Ferrari sentiu o golpe. Pelo menos nos 4.655 metros do Circuito da Catalunha, os pneus médios, macios e supermacios disponibilizados pela Pirelli não funcionaram na Ferrari. “Passamos o final de semana inteiro escorregando”, reclamou Vettel.
Há quem diz que esta mudança nos pneus foi um pedido da Mercedes que vinha sofrendo com bolhas. Verdade ou não, o fato é que na Espanha ficou a impressão de que ‘a campeã voltou’!
Mas a queda no desempenho da Ferrari pode estar além dos pneus. No paddock da Fórmula 1 comenta-se que a Mercedes teria ‘dedurado’ à Federação Internacional de Automobilismo uma suposta irregularidade no motor da Ferrari, e a entidade teria mandado a equipe retirar uma bateria extra que estaria gerando mais potência de forma proibida.
Se for isto que fazia Vettel e Raikkonen serem mais rápidos que Hamilton e Bottas nas corridas anteriores, a Mercedes agora vai nadar de braçada nas próximas corridas. Se o problema foi apenas com os pneus, há uma chance de a disputa voltar a se equilibrar novamente apesar da máxima que existe na Fórmula 1 de que o carro que anda bem no Circuito da Catalunha, vai bem em qualquer outra pista. Hamilton deixou a Espanha aliviado: “Senti uma sinergia com o carro que não havia sentido ainda este ano”.
ROMAIN GROSJEAN – Deu dó ver a imagem de Grosjean desolado numa escada, sem tirar o capacete, refletindo sobre a lambança que fez na primeira volta da corrida ao tentar corrigir um erro da pior maneira possível, voltando para o meio da pista girando em falso na frente de vários carros. O piloto da Haas não vive um bom momento na Fórmula 1. Na corrida passada ele bateu sozinho num momento de safety car na pista. Alguns anos atrás ele foi chamado por Mark Webber de “o maluco da primeira volta”. Buscou ajuda psicológica, deu a volta por cima e tornou-se um bom piloto. Agora precisa colocar novamente a cabeça no lugar. 


MASSA NA F-E
Felipe Massa confirmou que vai correr na Fórmula E, campeonato de carros 100% elétricos, na próxima temporada pela equipe Venturi.


STOCK CAR
Santa Cruz do Sul/RS recebe a 5ª etapa da Stock Car neste final de semana. É a última rodada dupla antes da Copa do Mundo, para voltar só no começo de agosto com a Corrida do Milhão.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897