CURTAS

CURTAS EDIÇÕES 2205

Por: Redação | Editoria: acidente | 23/05/2018 | Visualizações: 2168

- Foto de Reprodução

INSEGURANÇA
A falta de segurança na Praça Santa Paula Frassinetti, a Lagoinha, tradicional ponto turístico em São Sebastião do Paraíso foi motivo de debates na sessão da Câmara, segunda-feira (21/5). São várias reivindicações em pauta como melhorias na iluminação, reparos, consertos, enfim, necessita de ampla revitalização. A pedida mais forte é para a melhoria no policiamento tanto por parte da Policia Militar como da Guarda Municipal, o local está sendo tomado por usuários de drogas, enquanto as pessoas de bem estão perdendo espaço.

 

EM CÁSSIA
Muitos políticos de toda a região prestigiaram as festividades do aniversário de Cássia. A festa e tão boa que teve parlamentar antecipando os parabéns em 22 de abril. Em ano eleitoral vale tudo! Como não é só política que rola, têm muitas pessoas que devotas de Santa Rita também foi prestigiar a parte religiosa em família, como foi o caso da vereadora Maria Aparecida Cerize Ramos, no domingo. Um motivo mais que especial para celebrar. Também em Paraíso alguns edis prestigiaram os festejos em louvor à santa. 

 

VOANDO
Ao preço de R$530,00 o bilhete, começa no próximo dia 30 deste mês as viagens de Guaxupé,via Passos, para Belo Horizonte a partir do programa Voe Minas. O município passa a contar com seis voos semanais de ligação com a capital. Os voos acontecerão as segundas, quartas e sextas, saindo da capital pela manhã e retornando à tarde. A rota será realizada em duas horas, enquanto o trajeto de carro leva em torno de seis horas. O Voe Minas Gerais é uma iniciativa de fomento ao transporte aéreo regional que tem como fundamento a flexibilidade das rotas, que são desenvolvidas e adaptadas para atender às necessidades locais.

 

AUDIÊNCIA
O deputado Antonio Carlos Arantes (PSDB) presidiu na segunda-feira, 21, uma audiência conjunta promovida pelas Comissões de Segurança Pública e de Agropecuária e Agroindústria para discutir conflitos fundiários que têm gerado tensão no campo. Parlamentares se disseram a favor da reforma agrária, mas desde que seja feita sem violência e as famílias sejam alocadas em terras devolutas, aquelas sem destinação e que em nenhum momento tenham integrado o patrimônio de alguém. Os parlamentares se posicionaram a favor dos produtores rurais, por considerarem que os métodos utilizados pelo MST e outros movimentos por terra não encontram amparo no Estado Democrático de Direito.

 

DEFESA 
“O que fizemos aqui é denunciar os abusos e proteger o direito de propriedade. Enquanto nós estivermos aqui, os produtores rurais terão voz ativa nesta Casa”. A afirmação é do deputado Arantes. A reunião foi marcada por denúncias sobre a conduta de membros do MST, que estariam se valendo de ameaças e violência para expulsar proprietários de terra de suas fazendas e dirigir assentamentos de acordo com suas posições ideológicas. As críticas também chegaram à Superintendência de Patrimônio da União (SPU) e ao Ministério Público (MP), que formariam, em conjunto com outras instituições, um extenso aparato de órgãos públicos responsável por dar guarida às ações ilegais de invasores.

 

MAIS UM
O ex-vereador José Luiz Corrêa (PT) pode ser mais um nome a participar da corrida eleitoral em outubro próximo. Conforme informação divulgada por um correligionário e simpatizante do mesmo partido dele, esta hipótese vem sendo levantada. Na última eleição municipal José Luiz preferiu não disputar a reeleição como vereador e concorreu à prefeitura. Recebeu cerca de 10.500 votos ficando em segundo lugar naquele pleito. Por redes sociais, se posicionou em defesa como a ex-presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva. 

 

TEMPO
Desde o dia 10 de maio, o cadastro eleitoral está fechado para as eleições de outubro. A maioria dos serviços ao eleitor fica suspensa, como o alistamento eleitoral, atualização do cadastro (incluindo o recadastramento biométrico), transferência e regularização do título.  No entanto, ainda é possível ao eleitor emitir a segunda via do seu título (sem alteração dos seus dados), até o dia 27 de setembro. A segunda via também estará disponível na versão digital, bastando que o eleitor baixe o aplicativo e-Título.

 

MAIS CARA
O consumidor já pode preparar o bolso. A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou ontem um reajuste médio de 23,19% para os consumidores na conta de luz da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), que entrará em vigor a partir da próxima segunda-feira, dia 28. O reajuste da Aneel é diferente para as duas categorias de consumidores. Para aqueles que utilizam a baixa tensão - comércio, prédios públicos, propriedades rurais e iluminação pública - o aumento médio será de 18,63%. Já o reajuste para as indústrias - alta tensão - será de 35,56%. A melhor e a mais cara energia.

 

COMBUSTÍVEIS
E prosseguia pelo menos até ontem a paralisação dos caminhoneiros por todo o Brasil em protesto contra os seguidos aumentos no preço do diesel. Na realidade os aumentos atinge a toda a população, mas não são todos que reagem a esta situação. Pior do que isso, são os que fazem parte da classe e tentam furar bloqueio boicotando a mobilização. Ninguém é obrigado a parar, mas poderia haver menos um pingo de solidariedade. As pessoas não sabem a força que têm, pois, se fosse uma paralisação geral seriam maiores as chances de pressão ao governo. Uma andorinha não faz verão.

 

ENGROSSANDO
Também começaram a surgir movimentações de outros segmentos sociais em protesto contra os constantes aumentos nos preços de combustíveis. Além de caminhoneiros, transportadores por van, empresas de ônibus e a população em geral também começaram a se mobilizar e a organizar uma grande paralisação para esta quarta-feira. Embora não haja uma liderança, uma voz forte que faça ecoar a insatisfação do povo, aos poucos, mesmo que de forma desorganizada as pessoas estão se juntando aos movimentos para pressionar o governo.

 

AFRONTA
Afinal de contas,  os seguidos aumentos nos preços de combustíveis acaba sendo uma forma disfarçada de se cobrar impostos dos consumidores com o intuito de cobrir o rombo que vinha de longa data na estatal. E em tom mandão, arrogante, o presidente da Petrobras, Pedro Parente, sem meias palavras adiantou que a política de preços de combustíveis não irá mudar. Ao que esta coluna acrescenta: isto pode ocorrer até que proprietários criem juízo e usem a ferramenta que têm em mãos. Estacionem seus veículos, parem mesmo, até a que sejam tratados com o devido respeito.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897