CURTAS

CURTAS EDIÇÕES 2208

Por: Redação | Editoria: cidades | 06/06/2018 | Visualizações: 2292

- Foto de

ATAQUES
Depois da greve dos caminhoneiros, uma nova ação está chamando atenção no Sul de Minas e em outras regiões do Estado, que são os ataques aos ônibus de transporte coletivo urbano. Uberaba e Uberlândia na região do Triângulo Mineiro. No Sul de Minas são cerca de 12 cidades com este tipo de ocorrência. Não precisa ir longe para dizer que em Passos, Guaxupé e Monte Santo de Minas a polícia registrou este tipo de ataque com grandes prejuízos as empresas do ramo.


EM ALERTA
No caso de São Sebastião do Paraíso a Polícia Militar e a Civil, bem como a Guarda Municipal estão em alerta e de sobreaviso para estas situações. Garagens de empresas públicas e do Município estão sendo vigiadas e tiveram reforço na segurança para evitar eventuais ataques. A propósito pelo menos quatro menores foram detidos em atitudes suspeitas quando pretendiam promover uma ação desta natureza na cidade, fato ocorrido no amanhecer de terça-feira em Paraíso. O estado de atenção permanece até que se tenha um salve geral.


RESPONDAM
E conforme foi constatado no celular de um dos menores apreendidos, em rede social eles haviam combinado atear fogo em alguns pontos em Paraíso. Precisam ser responsabilizados exemplarmente, e tomara que quem de direito tome esta providência. 


SEGURANÇA
Debater ações de inteligência e prevenção a explosões, roubos a mão armada, sequestros, arrombamentos e outros crimes em agências de bancos e de cooperativas de crédito. Essa é a finalidade de audiência que a Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) promoveu na manhã de ontem, às 10 horas, no Plenarinho IV. A reunião foi solicitada pelo deputado Antonio Carlos Arantes (PSDB).  


EM TODO O ESTADO
Segundo ele, praticamente todas as cidades de Sul de Minas têm algum caso de assalto ou explosão de bancos ou sequestro do gerente e sua família. O parlamentar avalia que os crimes estão acontecendo em todo o Estado, mas com maior incidência no Sul de Minas, devido à proximidade com São Paulo.


BIOCOMBUSTÍVEL
Já nesta quarta-feira, 6, na Assembleia de Minas e também atendendo a requerimento do s deputados  Antonio Carlos Arantes (PSDB), presidente da comissão, Fabiano Tolentino (PPS) e Roberto Andrade (PSB) acontece outra reunião importante. Debater políticas públicas que possam dar mais garantias para a produção do etanol, combustível produzido, por exemplo, por meio da fermentação da cana-de-açúcar, é o tema de audiência pública da Comissão de Agropecuária e Agroindústria da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).


ALTERNATIVA
O País já teve uma política para o setor que foi o  Programa Nacional do Álcool (Proálcool), mas não foi bem-sucedido. A realização da reunião visa propor a existência de uma política de etanol mais consistente, que dê mais segurança para quem vai investir nesse nicho de mercado. Paraíso até que teve seu momento em que teve atividades a produção de álcool em duas oportunidades. No entanto, a cultura não se deu bem no município com registros da existência de mais problemas do que solução e resultou na extinção da atividade.


ESTUDOS
Novos estudos sobre questões municipais foram produzidos e divulgados pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) e estão disponíveis para acesso na Biblioteca virtual da entidade. Eles apresentam um panorama das finanças municipais; uma radiografia do investimento público e das administrações locais; uma análise do comportamento das Transferências Constitucionais e dos investimentos públicos; e um panorama das Prefeituras com apontamento no Sistema de Convênios (Siconv).


ANÁLISE
Também estão na lista de estudos publicados duas análises que tratam aspectos distintos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Uma delas mostra que 2.297 prefeituras tiveram retenção, em 2017, entre 70% e 100%, por contas de dívidas previdenciárias. A outra mostra o comportamento do Fundo constitucional nos quatro primeiros meses do ano, e indica crescimento de 1,14%, em comparação com o primeiro quadrimestre de 2017. A previsão é de que o FPM continue positivo este mês de junho.


FECHANDO ESTRADA
Funcionários de uma empreiteira trabalhavam na manhã de ontem colocando placas metálicas em acostamento da MG 050 próximo ao posto da Polícia Rodoviária Estadual com a intenção de fechar o acesso a uma estrada municipal. Estavam cumprindo determinação que, segundo informação atendeu pedido da empresa Matsuda. A estrada, como se sabe, é serventia, via de acesso para incontável número de proprietários rurais, indo até o município de Pratápolis. E, de uma hora para outra, resolveram fecha-la.


AGIRAM RÁPIDO
A ação rápida dos vereadores Marcelo de Morais, Cidinha Cerize e Lisandro Monteiro e de alguns proprietários de sítios que também se fizeram presentes, conseguiu interromper o fechamento de uma mais que centenária estrada. Boletim de ocorrência foi lavrado, funcionários do DER-MG em Passos foram solicitados a comparecer para procurar uma solução para o imbróglio. A princípio teriam batido o pé que a estrada seria fechada, mas vereadores bateram o pé, e o material acabou sendo retirado no trecho onde foi colocado. A primeira pergunta de Marcelo Morais foi se havia mandado judicial autorizando o fechamento.


INGERÊNCIA
Vereadores argumentaram também que não seria tão somente o acesso à Matsuda que estava sendo fechado, sim para uma estrada municipal, o que configura uma ingerência do DER-MG em área que não é de sua competência. O que ficou claro é que mal estar foi causado. A questão será resolvida via judicial, e a Câmara irá tomar também suas providências, disse Marcelo Morais.


DISCRETO
Faltando pouco mais de 15 dias para o início da Copa do Mundo da Rússia é tímida a movimentação no comércio paraisense em relação a vendas de produtos relacionados a seleção canarinho. Algumas vitrines sim, estão ornamentadas com camisas bandeiras, mas ainda não é aquela febre e nem coqueluche do momento. Depois do fracasso de 2014 muitas pessoas estão ressabiadas e deixaram a seleção para o segundo plano. O período também é típico para as festas juninas e o termômetro de como estarão as festanças poderá ser conferido semana que vem. Por hora pode-se dizer que é tímida as movimentações em ambos os sentidos.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897