SEGURANÇA

Delegado diz ter alertado a necessidade de se combater o “cangaço mineiro”

Por: Redação | Editoria: policia | 10/06/2018 | Visualizações: 4193

Delegado de polícia Rogério de Mello Franco Assis Araújo, - Foto de Reprodução

O delegado de polícia Rogério de Mello Franco Assis Araújo, que já foi titular na 4.ª Delegacia Regional de Segurança Pública em São Sebastião do Paraíso, postou em rede social seu posicionamento sobre ataques de marginais que têm sido registrados na capital e diversos municípios mineiros. Assis Araújo chegou a ocupar a chefia adjunta da Polícia Civil, mas ao anunciar uma delegacia especializada no combate a roubos a caixas eletrônicos ele fez declaração que lhe teria custado o cargo. O delegado afirmou que caso assaltantes resistissem “voltariam na horizontal”. Desde então, na troca de cargos ele assumiu o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa.
Sobre a atual investida de criminosos, Assis Araújo afirma que “já em janeiro eu avisei que precisávamos combater o cangaço mineiro. Hoje estamos vivenciando esta situação absurda e inaceitável em Minas, o ataque a mais de 26 cidades, mais de 60 ônibus, terminais rodoviários, prefeituras, viaturas policiais. Isto é ataque terrorista, com técnicas de guerra urbana. Mas os criminosos não irão vencer, Minas jamais será subjugada ou refém de marginais e de criminosos”. 
Em sua postagem ele defendeu a necessidade de nova legislação: “Precisamos mudar as leis, renovar leis fracas que põem pessoas nas ruas, não as mantêm presas. Esses criminosos têm que ser combatidos com inteligência e força, têm que vir presos ou que venham na “horizontal”. Minas só deseja uma coisa, segurança para a população mineira, para trabalhar e viver em paz, vamos reagir”, concluiu.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897