DO XADREZ PARA O FUTEBOL

Juiz federal Thales Braghini é Paraíso na Copa

Por: Roberto Nogueira | Editoria: esporte | 20/06/2018 | Visualizações: 6758

Thales esteve em Rostov e vai assistir aos dois outros jogos do Brasil na Copado Mundo na Rússia - Foto de Reprodução

De São Sebastião do Paraíso para Rostov, na Rússia são cerca de 12 mil quilômetros de distância separados por quase 20 horas de viagem, dependendo da conexão. 
É a esta distância que encontra-se o paraisense Thales Braghini Leão que está realizando o sonho de conhecer o país tradicional no xadrez. “Consegui conciliar a viagem para fazer duas coisas que gosto que é o xadrez e o futebol”, disse ao falar após a partida em que o Brasil empatou com a Suécia em 1 a 1 na abertura da Copa do Mundo 2018. 
Thales iniciou nos tabuleiros de xadrez desde os 11 anos de idade e na época entre os anos de 1997 e 2007 disputou vários torneios em Paraíso. Ele também participou de competições de grande porte como o Campeonato Mineiro e Brasileiro em várias temporadas. Um dos títulos de maior expressão que já conquistou foi o Brasileiro Escolar de 2003.
Posteriormente Thales Braghini Leão afastou-se dos tabuleiros para se dedicar aos estudos, estudou Direito e tornou-se concurseiro. Neste período participou de provas em concursos do INSS, Justiça Federal e tantos outros. Inteligente e dedicado foi aprovado como Procurador Federal e Juiz Federal, onde acabou empossado e atua na 3ª Região do Tribunal Regional Federal, que abrange os estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.
O enxadrista não esqueceu de suas origens e é um dos patronos do Clube de Xadrez de São Sebastião do Paraíso, sendo um dos responsáveis por boa parte da estrutura que foi montada na Arena João Mambrini. Palavras do amigo Gerson Peres Batista são de que Thales é “talentoso enxadrista é assíduo frequentador do clube, tendo jogado, organizado e dirigido vários eventos nas dependências da entidade”.
Mas se o assunto do momento é a disputa da Copa do Mundo de Futebol, na Rússia, lá está Thales representando os paraisenses em terras distantes. Ele disse que visitar a Rússia era um sonho justamente pelo local ser um País onde o xadrez é bem praticado e tem nomes de respeito no cenário internacional. “A ideia de vir surgiu do fato de o mundial ser sediado na Rússia, um país que sempre tive vontade de conhecer por ser a grande referência no xadrez, de onde surgiu a maioria dos campeões mundiais. Aqui o jogo de xadrez é muito difundido e integra a cultura local. Assim eu consegui um passeio que uniu minha paixão pelo futebol e pelo xadrez ao mesmo tempo”.
Thales esteve em Rostov cidade onde o Brasil fez a partida de estreia na Copa do Mundo, e empatou com a Suécia em 1 a 1.  “Apesar da seleção não ganhar é uma emoção muito grande”, comenta. Assim como toda a torcida paraisense e brasileira aguarda ansiosamente a próxima partida, ele também confirma que a expectativa é grande. “Não se pode desanimar por isso é torcer e esperar o que vem pela frente”.
Além de Rostov, onde esteve no domingo Thales Leão tem permanência garantida na Rússia nesta primeira fase da competição do futebol mundial. Na segunda-feira,18, ele estava  em deslocamento e respondeu à reportagem do Jornal do Sudoeste após mudar de hotel. “Estarei no estádio acompanhando os três primeiros jogos do Brasil. Fui a Rostov, irei a São Petesburgo e Moscou para finalizar a primeira fase do nosso time”, assegura. Então, é somar forças naquela corrente prá frente, o juiz federal Thales é o parai-sense na torcida brasileira direto da Rússia. Vamos lá Brasil!

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897