CURTAS

CURTAS EDIÇÕES 2213

Por: Redação | Editoria: cidades | 24/06/2018 | Visualizações: 2607

- Foto de Reprodução

ESCABROSA
O prefeito Walker Américo Oliveira e o secretário municipal de Saúde, Wandilson Bícego estiveram nesta semana em Belo Horizonte. Foram ao Departamento Nacional de Auditoria do SUS (Denasus), para tratar de mais uma inconformidade que foi praticada na gestão anterior, na malfadada falta de administração de Reminho. Fato ocorrido em 2014, trata-se do recebimento de recurso no valor de R$ 45 mil do Ministério da Saúde destinada a realização de uma cirurgia. O valor a ser pago era de R$ 1.600,00.  O que chama atenção é que a sobra não foi devolvida e muito menos houve a devida prestação de contas que justificasse onde o dinheiro foi parar. Quem souber ganha um chocolate. 


COBRANÇA
Detalhe que chama atenção é que agora, passados quatro anos da proeza, o Ministério da Saúde está fazendo a cobrança do município e requer a devolução dos valores apropriados ou surrupiados, com correções. Pelo que consta sem correções a dívida está em R$ 140 mil e se forem consideradas as cobranças de juros e multas o débito fica perto da casa dos R$ 200 mil. Em reunião com dirigentes do Denasus o prefeito Walkinho conseguiu prazo de 15 dias para recorrer. Este é simplesmente o terceiro processo em tramitação por ações praticadas na gestão Reminho, detectadas por auditorias e que geraram devoluções ao Ministério da Saúde.  Quem fez a dívida continua rindo na cara de todo mundo e impune há anos, por esta e outras. Tiririca igual jamais foi vista na administração paraisense..


CONGRESSO DE MUNICÍPIOS
O prefeito, Walker Américo; o secretário de Saúde, Wandilson Bícego; o vereador, Sérgio Gomes; o ex-prefeito, Mauro Zanin; além dos deputados federal, Carlos Melles e Antônio Carlos Arantes, foram algumas das personalidades paraisenses presentes no 35º Congresso Mineiro de Municípios. O evento realizado nos dias 19 e 20 de junho teve como tema “Cidades: é aqui que eu vivo! O município é de todos”, onde foi enfatizada a importância da gestão municipal para o cidadão e apresentado aos gestores, parlamentares, servidores públicos e sociedade as melhores ferramentas e caminhos a seguir na gestão de uma administração eficaz. O evento foi um momento não só de aprendizado, mas de troca de experiências e casos de sucesso.


CICERONE
O deputado estadual tucano Antonio Carlos Arantes teve participação ativa durante a realização do 35º Congresso Mineiro de Municípios  nesta semana no Mineirão, em BeloHorizonte. O parlamentar teve muitos encontros com prefeitos e lideranças não só de Paraíso, mas de várias cidades da região e de todo o Estado. Entre eles ele ciceroneou o senador e pré-candidato ao governo de Minas Gerais, Antonio Anastasia, da mesma forma esteve ao lado do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin que também é pré-candidato à presidência da República. O prefeito Walkinho também reuniu-se com o ex-governador de Minas. 


DÍVIDA NA SAÚDE
Através de ofício encaminhado à Prefeitura de São Sebastião do Paraiso o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems/MG) informa o atual valor da dívida do Governo do Estado para com o município na área da saúde. São mais de R$12 milhões, a considerar os restos a pagar de 2017 de R$ 11.427.161,87 e somando o acumulado no exercício deste ano, até 15 de junho, chega a R$ 1.319.562,61 totalizando R$ 12.746.724,48. O montante refere-se ao repasse direto do Fundo Municipal de Saúde e aos serviços instalados no município.


MUITO MAIOR
O Governo mineiro também está em débito com São Sebastião do Paraíso em outras áreas. No caso do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), a cifra chega a R$ 1.750.000,00. Do repasse referente ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o valor atinge R$ 569 mil. No transporte escolar, R$ 297 mil e no piso da assistência social, mais R$ 156.323,20 totalizando R$ 15.519.047,68. Nesta semana, o prefeito Walker esteve em Belo Horizonte, no 35º Congresso Mineiro dos Municípios, onde a dívida do governo para com as prefeituras foi discutida pelos presentes. O governador Fernando Pimentel não compareceu para o debate.


MUITAS CARAS
Como se não bastasse, o Governo do Estado conforme notícia divulgada meados desta semana, poderá não efetuar o pagamento de funcionários aposentados,  sob alegação que está faltando dinheiro. Joga culpa na greve de caminhoneiros, e afirma que a arrecadação de impostos diminuiu. E Pimentel ainda tem a pachorra de candidatar-se à reeleição. Ditado aqui pelas Minas Gerais: “Esse caboclo tem cara pelo corpo inteiro”


PREJUÍZOS
No meio de semana dois veículos utilizados para a coleta de lixo foram incendiados e pelo menos um deles ficou bastante danificado. O caso está sendo tratado pela polícia que já iniciou as investigações e já possui algumas linhas de atuação. Uma delas dá conta de que um ex-funcionário descontente por ter sido dispensado do serviço poderia estar envolvido no ataque. É caso para ser apurado e que os autores sejam responsabilizados. 


MORADIA
Depois do vereador José Luiz das Graças, que há cerca de dois meses se posicionou em postagens nas redes sociais e também em plenário defendendo a construção de mais casas populares em Paraíso, nesta semana foi a vez da vice-prefeita Dilma Oliveira, que divulgou ter-se reunido com gerentes da Caixa Econômica Federal e que conversou sobre o fato de Paraíso ter sido incluída em programa de construção de habitações. O detalhe que chama atenção é a necessidade do município fazer doações de terrenos para que sejam feitas as construções, que terão valores bastante razoáveis principalmente se levar em consideração que é atender população de baixíssima renda.


TERRENOS
Detalhe que chama atenção nesta questão é a falta de terrenos disponíveis para esta finalidade. Pelo que foi anunciado para viabilizar  esta proposição seria necessário que o município doasse ou vendesse mais barato os imóveis que possui. Por outro lado o prefeito tem a pretensão de vender os terrenos para fazer caixa e ajudar no pagamento das dívidas principalmente junto ao Instituto de Previdência dos Servidores. A proposição já tramitou pela Câmara que já se mostrou indisposta por sua maioria a atender os apelos do Executivo e arquivou o projeto. Há quem defenda um novo projeto para atender a questão social e de outro lado há quem diga que não há todas as facilidades assim para a construção destas moradias, mesmo se tendo recursos, há necessidades de inclusão de recursos inexistentes no momento.


DENGUE
Dados divulgados pelo Ministério da Saúde, com o Levantamento Rápido de Índices de Infestação (Lira), apontam que 18 cidades do Sul de Minas estão em situação de risco para infestação do mosquito Aedes aegypti. As cidades têm o número acima do esperado, de 4%. A situação mais séria é de São Sebastião do Paraíso, onde o índice de infestação chegou a 9,3%. A cidade já teve uma epidemia de dengue em 2015. Foram mais 1,3 mil casos confirmados. Em 2018, a cidade registrou apenas dois casos, mas há preocupação com os vetores, que ainda são encontrados. Para tentar reduzir o índice, agentes de saúde da prefeitura fazem seis visitas ao ano nas casas, uma a cada dois meses. Os locais onde mais focos do mosquito Aedes aegypti foram encontrados são os quintais das casas.


É o bolso
A municipalização do trânsito em Paraíso parece estar caminhando para sua concretização. A prefeitura publicou recentemente no Jornal do Sudoeste edital de licitação para a contratação de empresa para a prestação de serviços de processamento de autuações e recursos de trânsito ocorrências identificadas por guardas municipais e militares, com o uso de talões manuais e eletrônicos, equipamentos de fiscalização, ou seja, radares, lombadas, bandeiras, avanço de vermelho e outros. Que se cuidem aqueles que vivem voando baixo por vias públicas, fazendo estripulias. Infelizmente é um mal necessário, pois segundo dizem a parte mais sensível no corpo humano, é o bolso.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897