CURTAS

CURTAS EDIÇÕES 2220

Por: Redação | Editoria: cidades | 18/07/2018 | Visualizações: 2371

- Foto de Reprodução

PRELIMINAR
Marcada para esta quarta-feira, às 9 da manhã uma reunião entre os vereadores para debater a questão da implantação do campus da Ufla em São Sebastião do Paraíso. A maioria dos vereadores tem acompanhado de perto todo o processo desde quando nem eram empossados. Tiveram oportunidade de participar de todas as reuniões, visitaram a universidade em Lavras, falaram com o reitor, já questionaram uma série de situações e as respostas foram apresentadas. A expectativa é que após mais este encontro seja marcada a sessão extraordinária para aprovar o projeto que concede a instituição a área para que possa ser construída as instalações do campus e as demais providências necessárias. 


PARECER
No entanto, há informações de que advogados de Belo Horizonte que prestam serviços para a Câmara estiveram na casa na segunda e ontem com um parecer sobre a votação deste tipo de projeto nesta época do ano, em que se avizinha às eleições. A recomendação seria de que haja cautela para a questão. Para quem segue a escola amoriniana, em um de seus dizeres o então vereador Antonino José Amorim, que projetos inconstitucionais se tornam constitucionais quando são de interesses do povo. Nem é o caso de ser inconstitucional, já que a eleição não é municipal. Ainda assim o debate é salutar. 


SANTA CASA
A situação da saúde em Minas Gerais foi tema de uma reunião na tarde de segunda-feira (16/7), na Santa Casa de São Sebastião do Paraíso. Participaram várias lideranças de Paraíso e de outras  cidades da região, principalmente aquelas ligadas ao setor da saúde, com representantes do Executivo, Legislativo e outros segmentos. Dirigentes da instituição, membros da comissão interventora marcaram presença. Kátia Rocha, presidente da Federasantas participou via videoconferência e expos sua preocupação com o cenário atual da crise da saúde em Minas .


PLANO
O encontro inspirou na elaboração de um plano de ação para cobrar a dívida do Estado com o Município que ultrapassa a casa de R$ 13,5 milhões, calculado até o final de junho. As lideranças vão se juntar para a busca de soluções e um novo encontro já está marcado para esta quinta-feira, às 9 horas, na sede do Ministério Público. A expectativa é de que a partir desta reunião possa ser dado um passo importante e definitivo para por fim a esta situação. Segundo o presidente da Comissão de Intervenção, Adriano Rosa do Nascimento, o hospital lida com vidas e a esta altura não se pode ser omisso nesta questão. Para ele é passada a hora da união de forças para resolver o problema junto ao governo.


TRABALHANDO
A vice-prefeita de Paraíso Dilma de Oliveira é presença marcante em vários eventos. Ela fez mais uma prestação de contas deu trabalho junto à administração municipal e nas ações próprias que desenvolve junto à comunidade. Visitou a Unidade Pronto Atendimento (UPA), E.E. João Alves, Creche Emiliana Fagundes e projetos sociais na Vila João XXIII e no Santa Tereza. Divulgou estar acompanhando os trabalhos de manutenção nas estradas. Também participou de reunião como prefeito e secretários para ajudar organizar os processos de compras e esteve na solenidade de entrega da escritura da Praça de Esportes Castelo Branco ao SESC.


INDEFINIÇÃO
Umas das primeiras pesquisas eleitorais para o Governo de Minas, realizado pelo instituto Doxa e registrado no Tribunal Regional Eleitoral, dá mostras de como está o cenário político para o pleito de outubro. Por hora Antônio Anastasia (PSDB) tem 15% das intenções, seguido de Fernando Pimentel (PT) com 12% podendo haver empate técnico pela margem de erro. Marcio Lacerda (PSB) aparece em terceiro lugar com 9%, podendo também empatar com Pimentel na margem de erro, enquanto que Rodrigo Pacheco (DEM) tem 2%. Romeu Zema (Novo) e Dirlene Marques (PSOL) têm 1% cada, enquanto que João Batista Mares Guias (Rede) tem menos de 1%. Votos nulo e branco alcançam 40% na pesquisa. Foram ouvidos 2.500 entrevistados no período de 5 a 8 de julho.


MDB RACHADO
O clima no MDB é de divisão e disputa interna. Mais da metade dos membros do diretório estadual entregou o cargo e o vice-governador Antônio Andrade acabou destituído do cargo. Seus apoiadores pretendem levar a causa para a justiça. Interinamente o comando ficou para o deputado federal Saraiva Felipe que ainda não definiu qual o caminho o partido irá seguir. Uma ala defende candidatura própria e a outra quer formar aliança com o PT de Pimentel. Contudo qualquer decisão deverá passar por uma avaliação do cenário nacional paraque não ocorra saia justa no palanque estadual e nacional.


PRAZO
O Tribunal Superior Eleitoral define, em todo ano de eleição, um período específico apenas para que sejam realizadas as convenções dos partidos políticos. Em 2018, todos eles devem realizar suas convenções entre 20 de julho e 5 de agosto. A legislação eleitoral só permite que sejam candidatos cidadãos que estejam filiados a um partido político. A questão é que os partidos têm mais filiados do que vagas para a disputa da eleição.


PATRIOTADA
Cinquenta e sete deputados mineiros aprovaram nesta terça-feira (17/7) o deputado petista Durval Ângelo como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. O promotor Leonardo Barbabella, da Promotoria de Defesa do Patrimônio Público instaurou inquérito civil, contestando tal indicação. Líder de Pimentel na Assembleia, questiona-se se Durval teria isenção para analisar contas do governador. Há quem diga ser uma espécie de raposa vigiando galinheiro.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897