CRÔNICA HISTÓRICA DE SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO

Professor Raimundo Calafiori

Por: Luiz Carlos Pais | Editoria: cultura | 07/08/2018 | Visualizações: 1474

Professor Riamundo Calafiori Fonte: Revista do Ginásio Paraisense - 1943 - Foto de Reprodução

Natural de São Sebastião do Paraíso, Minas Gerais, Raimundo Calafiori nasceu no dia 31 de agosto de 1893. Membro de uma das primeiras famílias de imigrantes italianos que fixaram raízes na cidade. Foi aluno da primeira turma do Ginásio Paraisense, inaugurado em 1907, sob a direção do padre Aristóteles Benatti. Desde as séries iniciais destacou-se devido a sua inteligência diferenciada, cortesia no trato com as pessoas e por sua verdadeira paixão pelo estudo das Ciências Físicas e Biológicas.
Formou-se em Farmácia na Escola de Ouro Preto e teve o seu diploma profissional registrado no serviço sanitário da Secretaria de Saúde de São Paulo, conforme consta no Diário Oficial do referido Estado, de 20 de abril de 1912. Logo em seguida, foi nomeado capitão cirurgião do Batalhão de Infantaria da Guarda Nacional da Comarca de São Sebastião do Paraíso.
Além de exercer a profissão de farmacêutico, realizava outras duas atividades: foi professor do Ginásio Paraisense e exerceu atividades de jornalista. Foi redator do “Nova Era”, jornal que, em segunda fase, foi propriedade do coronel José Honório Vieira. Foi também correspondente local do Diário Nacional, de São Paulo. Com 24 anos de idade, foi nomeado para exercer as funções de Inspetor Escolar de São Sebastião do Paraíso, conforme noticiado no jornal Correio Paulistano, de 27 de junho de 1917.
Foi professor de Física, Química e Biologia do extinto Ginásio Paraisense, adotando em suas aulas os melhores livros didáticos da época, textos exigidos para a aprovação nos exames de ingresso ao ensino superior. Iniciou carreira no magistério, na década de 1920, quando o ginásio foi dirigido pelo professor Tabajara, que, em suas memórias, registrou um honroso reconhecimento pela sua excelente didática, bem como o seu gosto diferenciado pela arte de ensinar. Continuou como professor do ginásio, durante a direção do professor Lamartine Amaral, do advogado Pedro de Souza e Silva e dos Irmãos Lassalistas. 
Em 1929, foi vice-diretor da Escola de Farmácia e Odontologia de São Sebastião do Paraíso, compartilhando com o professor Lamartine os desafios para criar os primeiros cursos superiores da cidade, instituição que, diante da severa fiscalização imposta na Era Vargas, persistiu por quase uma década. 
Para finalizar, cumpre observar que o ilustre mestre tinha gosto pela história e nesse sentido escreveu um belo artigo sobre o Ginásio Paraisense, publicado, na década de 1940. Suas anotações foram uma das fontes que utilizei para escrever a História da Educação em São Sebastião do Paraíso, na parte relativa ao ensino secundário. Por sua trajetória de vida profissional e como educador brilhante que dedicou décadas ao magistério secundário, o ilustre mestre deixou seu nome na história da querida Terra Natal.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897