ESCOLA

Educadoras de Paraíso participam do lançamento do projeto EPTV na Escola

Por: Roberto Nogueira | Editoria: educacao | 06/05/2017 | Visualizações: 633

Educadoras de Paraíso participam do lançamento do Projeto EPTV na Escola - Foto de Divulgação

Educadores e representantes de Secretarias de Educação de 55 municípios da região participaram do lançamento da 18ª edição do projeto EPTV na Escola, realizado no Instituto Moreira Salles, em Poços de Caldas. São Sebastião do Paraíso foi representada por três integrantes da Secretaria Municipal de Educação. Para a assessora Pedagógica, Marília de Souza Neves, “poder participar do evento é uma oportunidade de ampliar a nossa concepção da importância de refletir sobre questões sociais que permeia nossa sociedade”, define. 
Neste ano o projeto pretende estimular os alunos a valorizar o lugar onde vivem, por isso na redação deste ano eles devem falar sobre ideias de como cuidar da rua onde moram, estudam ou vivem. O tema a que os alunos irão desenvolver nas redações é “Se essa rua, se essa rua fosse minha... Por que? Não é?”.
O tema propõe a conscientização do aluno sobre o espaço público para que ele possa influenciar sua família e a comunidade em que está inserido. A proposta é estimular ações simples que comecem pela rua, escola, bairro beneficiando a comunidade. A estimativa é que 1,5 mil estudantes do Sul de Minas participem esse ano. Os alunos que fizerem as melhores redações serão premiados e vão poder conhecer os bastidores da EPTV em Varginha (MG).
De Paraíso participaram da solenidade de lançamento do concurso as assessoras pedagógicas Marília de Souza Neves e Maria Madalena de Pádua Furlan, e Elisângela Marques Teixeira Rabelo, diretora da E.M. Ibrantina Amaral. “Tivemos a chance de ‘beber da fonte’, ou seja, de receber informações necessárias para a condução adequada desse projeto no nosso município. Ouvimos uma rica palestra proferida pela arquiteta, pesquisadora em Urbanismo, Adriana Mates, a qual nos ofertou significativos exemplos de como podemos cuidar do espaço que é nosso, salientando a premência de garantir que nossas ruas, espaços públicos, sejam realmente nossas”, comenta Marília.
A especialista falou sobre a inversão de valores no que tange ao público e ao privado. “Atualmente, deixamos de sentar nos bancos das praças, de conversar com nossos vizinhos, de olhar a paisagem que nos rodeia, porque vivemos robotizados, conectados com as redes sociais e distantes do meio que nos cerca. Há uma separação entre espaços destinados à moradia, ao comércio, à indústria, ao lazer; há calçadões que, à noite, ficam desertos, e isso atrai a violência”, comenta Marília.
Para a estudiosa, o ideal é não deixar as ruas abandonadas, reivindicar melhoria para os     bairros, contribuir para o progresso dos municípios e, assim, transformar o país. “Por meio do projeto desenvolvido nas escolas, os estudantes são conscientizados e, deste modo, envolvem suas famílias  e a comunidade. Por isso,  a Secretaria  Municipal  de Educação, todos os anos, tanto se empenha para mobilizar as escolas do município a participarem deste   projeto”, aponta. 
Ela acrescenta ainda que acredita na escrita que quando feita de maneira responsável,  pode  mudar pensamentos e fomentar ações. “Almejamos uma sociedade equânime e, para isso, precisamos oferecer condições adequadas aos nossos alunos. Aproveitamos o ensejo para convidar todas as escolas públicas e privadas que possuem o 9º ano e os professores de Língua Portuguesa a se envolverem no EPTV na Escola”, finaliza.
PREMIAÇÃO
A premiação da 18ª edição do concurso já foi definida. Os classificados entre o 1º e 10º lugares receberão um televisor HD, enquanto que professores orientadores dos finalistas receberão um tablet. O diretor da escola vencedora também será contemplado com um tablet e o estabelecimento receberá um data show. Os dez alunos e respectivos professores orientadores ganham certificado de participação e classificação no concurso. Caso o professor oriente mais de um aluno que fique entre os dez finalistas, este ganhará apenas um prêmio.
Foi divulgado o calendário de visitas à emissora. Os alunos de Paraíso, Arceburgo, Monte Santo de Minas, e São Tomás de Aquino, que forem classificados para a segunda fase visitarão a sede da emissora no dia 13 de setembro. No período de maio e junho acontecerá a etapa municipal do concurso e as redações classificadas de cada cidade deverão ser entregues na EPTV em Varginha até o dia 30 de junho.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897