CURTAS

CURTAS EDIÇÕES 2099

Por: Redação | Editoria: cidades | 12/05/2017 | Visualizações: 251

- Foto de Reprodução

NEGARAM
Pelo menos dois vereadores negaram a informação divulgada por esta coluna na edição de domingo passado de que houve um “racha” entre os vereadores. Vinício Scarano e Ademir Ross se pronunciaram dizendo que não existe nada disso e que estão todos unidos para o bem comum da cidade. Disseram ainda que não são nem oposição e nem situação ao governo municipal. Na política isso é entendido de outra maneira. Estão com “postura” independentes.
GRAVAR
O presidente Marcelo Morais durante a sessão estava todo sorridente, mas se segurando para não sair da linha. Em dado momento ele não resistiu e esbravejou. Mandou apertar o “rec” para que gravassem suas palavras quando protestou contra o anúncio do deputado Melles anunciando um milhão em recursos destinados ao município. Segundo Marcelinho tinha de ser R$ 50 milhões para compensar o voto contrário em relação a reforma da previdência. 
MOTOS
O projeto que regulamenta o serviço de motofrete e mototáxi no município paraisense finalmente começou a tramitar no Legislativo, depois de vários anos de espera. A propósito tem vereador reivindicando mais vagas para motos no centro, leia-se entorno da Praça da Matriz. Enquanto isto em outros locais há espaço sobrando. Continua aquela velha história de que o sujeito vai ao centro e quer estacionar em frente ao estabelecimento em que deseja ir e fica aquela velha cantilena por mais vagas para este, aquele e para isso e aquilo. 
DISPUTA
O deputado estadual Cássio Soares anunciou semana passada ter sido em função de suas reivindicações que o Governo de Minas efetuou o aditivo de R$500 milhões para obras no complexo viário MG-050/BR-491. Duas passarelas serão instaladas em Paraíso. O deputado estadual Antônio Carlos Arantes por várias vezes reclamou e reivindicou melhorias no trecho combateu e vive se posicionando para melhorias no trecho. Há quem reconheça que ele também tem méritos no atendimento destas questões. A disputa se torna intensa, principalmente quando o filho é bonito.
RETOMADA
O vereador e líder do prefeito, Jerônimo Aparecido da Silva defendeu o envio de ofício para que o prefeito Walker Américo Oliveira retome as conversações com a Concessionária AB Nascentes das Gerais em relação a construção do trevo no entroncamento da MG-050 e a BR-491. Havia um projeto que também previa a duplicação da pista até as imediações da rodoviária. As negociações emperraram na gestão passada e agora com uma nova maneira de administrar a cidade que sabe seria a hora de tentar de novo o diálogo e resolver o impasse surgido.
PROGRESSO
Segundo o vereador Jerominho as obras já existentes na outra entrada da cidade para quem vem do Estado de São Paulo, via Mococa (SP) já causa uma boa impressão a quem chega à cidade. Ele aponta que este também poderia ser um estímulo para a atração de empresa e empreendimentos no município. O vereador cita que já era para os paraisenses e usuários da rodovia já estarem desfrutando dos benefícios do novo trevo, dos acessos e vias auxiliares que estavam contemplados no projeto que foi lançado, mas não foi executado por capricho de alguns. É a cidade e a sua população quem perdem. 
CARTEIRA
Continua o imbróglio em relação ao funcionamento do setor de emissão de Carteira de Trabalho no PSIU (Posto de Serviço Integrado Urbano) de Paraíso. O local possui apenas uma funcionária treinada para emitir o documento, ter acesso a senhas do sistema e quando ela se afasta por algum motivo e com alguma frequência isso tem ocorrido, o setor fica desguarnecido. Não é por falta de cobrança o que o vereador Luiz de Paula tem feito insistentemente. Falta mesmo é boa vontade das demais lideranças em entrar de vez no assunto e cobrar de verdade de quem tem condições de resolver.
SEM DINHEIRO
Para diversos problemas antes existentes dizia que a culpa era a falta de recursos, ou as dívidas herdadas pela administração. Mas ultimamente tem se percebido que existem questões que não dependem de dinheiro. Como foi dito, “falta atitude”, “falta ação” no sentido de solucionar pequenas questões e evitar desgastes para a administração municipal. Mas como pelo jeito tem coisas que só funcionam na base da cobrança e da exposição pública de alguns assuntos que deveriam ser solucionados com facilidade, o jeito é deixar que os louros fiquem com quem se dispõe a intermediar e solucionar.
DUODÉCIMO
E não é que estão querendo oficializar que a Câmara repasse suas sobras para a Prefeitura quitar dívidas com a Santa Casa. O assunto foi tema ontem à tarde de uma conversa entre o presidente da Câmara, Marcelo Morais e a promotora Manuella de Oliveira Nunes Maranhão Aires Ferreira. Em ofício a representante do Ministério Público indagou o Legislativo a este respeito. Há quem esteja tendo o entendimento de que este repasse deva ocorrer com frequência para ajudar a quitar as dívidas do Município com o hospital. Na sessão da Câmara, Marcelo Morais antecipou que trata-se de atitude espontânea do Legislativo no intuito de ajudar àquela instituição, mas sem obrigatoriedade. 
REPASSE
Nesta quarta-feira,10, a União faz o repasse do primeiro duodécimo de maio aos cofres municipais do FPM (Fundo de Participação dos Municípios). O município paraisense está recebendo entre ontem e hoje cerca de R$ 3,8 milhões. Somente de ICM’s são R$ 2,9 milhões enquanto que de ICM’s são outros R$ 900 mil. Expectativa dos servidores municipais para o pagamento da primeira chamada que deve sair entre quinta e no máximo até sábado,13.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897